Cultura

Clássicos angolanos tocados em festival

A promoção de canções lendárias angolanas e africanas é o propósito da primeira edição do Festival Internacional de Música Popular Clássica e Sinfónica, que se realiza no dia 31 deste mês, no Cine Atlântico, em Luanda, alusivo ao Dia de África.

Em declarações, ontem, ao Jornal de Angola, o director executivo da Orquestra Sinfónica Estrelas de África, Edgard Seleka, disse que espera reunir algumas das maiores referências da música do país e estrangeira.
Para a primeira edição foram convidados os músicos Sam Manguana, Filipe Mukenga, Kiaku Kadaf, Ndaka Yo Wini, Toto, Júlio Jiles, Frere Cola e o convidado especial, o maestro Armand Wabasolele. Os coros Cosemac Central, Emazis, Conservatório Sapú e coral Dirigente Kimbanguista, também participam da actividade.
O proposito do primeiro Festival Internacional de Música Popular Clássica e Sinfónica é a promoção de canções lendárias angolanas.
Ao longo desse ano, explicou, a Orquestra Sinfónica Estrelas de África tem realizado várias actividades, como forma de dar maior visibilidades e divulgar o trabalho que tem sido desenvolvido por algumas orquestra no país.
A orquestra, disse, está a promover vários debates e oficinas artísticas e técnicas sobre a importância da partitura musical, com vista a comemorar o seu quinto aniversário, que se assinala no dia 24 de Agosto.
Explicou que as dificuldade encontradas, principalmente pelas orquestras nacionais, está na interpretação dos temas angolanos, por falta de uma partitura, que facilita as bandas e orquestra tocarem as músicas dos artistas nacionais.

Tempo

Multimédia