Cultura

Comissão Nacional Eleitoral define cinco mesas de voto

Roque Silva

Um total de cinco mesas de voto em Luanda, Benguela, Cabinda, Huambo e Malanje vão receber ao todo 884 eleitores, no pleito do próximo dia 17, visando a escolha da nova comissão directiva da União Nacional dos Artistas e Compositores - Sociedade de Autores (UNAC-SA), informou ontem, ao Jornal de Angola, fonte da Comissão Nacional Eleitoral.

comissão eleitoral na unac-sa garante que a votação vai ser feita em cinco províncias do país
Fotografia: Maria Augusta| Edições Novembro

A fonte afirma que a decisão do organismo que fiscaliza as eleições dita que cada  representação das províncias acima referidas tem uma mesa de voto cada,  na qual a população total votante foi escolhida de forma rigorosa mediante o pagamento das quotas.
Segundo a fonte, a Comissão Nacional Eleitoral determina que 500 associados da UNAC-SA exercem o seu direito de voto em Luanda, num pleito a decorrer no Museu de História Natural.
Afirmou que o Huambo aguarda por 107 eleitores no anfiteatro da Cultura, en-quanto Cabinda faz votar 101 membros no Museu Regional local. Em Malanje, um total de 42 associados exerce o seu direito de voto, sendo que o local ainda está por se definir. A província de Benguela, que só entregou ontem o comprovativo de pagamento das quotas dos associados locais da UNAC, tem 134 eleitores inscritos para votarem no Centro Turístico Ondjango na Catumbela.
A fonte deu a conhecer que ficam privadas de votar todas aquelas pessoas cujos nomes não constam na base central de dados, localizada na sede da UNAC-SA em Luanda.
A decisão da Comissão Nacional Eleitoral foi tomada como resultado de um trabalho de peritagem aos registos da sede da UNAC-SA, em Luanda, e aos comprovativos de pagamento das quotas, depois de confirmada a falta de credibilidade na documentação proveniente do Huambo, Malanje e Benguela, o que permitiu o aparecimento de facturas duvidosas e membros fantasmas.
Fez saber que o boletim entregue pelo representante de Malanje registou a existência de 132 associados que não constam da base de dados central da instituição, o Huambo tem um excedente de 21 e Benguela 379. Nesta última província, disse, o representante recusou-se a entregar os comprovativos de pagamento das quotas, facto que retira a possibilidade aos associados de exercerem o seu direito de voto.
Embora esteja muita gente de fora, por serem consideradas fantasmas, a deliberação  visa garantir um pleito nacional e inclusivo, que vai permitir aos membros da UNAC-SA o exercício dos seus direitos.
A fonte deu a conhecer que os cadernos eleitorais já se encontram em posse da Comissão Nacional Eleitoral e os boletins de voto num estado avançado da sua produção, devendo estar prontos nos próximos dias. A Comissão Nacional Eleitoral realiza hoje, às 09h00, nas antigas instalações do Ministério da Cultura, no Largo António Jacinto, uma conferência de imprensa, para mais explicações sobre as deliberações.

Tempo

Multimédia