Conservação de monumentos carece de apoios


20 de Outubro, 2015

Fotografia: Paulino Damião

A Direcção Provincial da Cultura da Huíla tem inventariados 180 monumentos e sítios  históricos, bem como 121 ombalas (aldeias de sobas) que carecem de classificação, alguns dos quais em mau estado de conservação, disse, ontem, no Lubango, o chefe do departamento provincial do património histórico e cultural, Avelino Elias.

O responsável informou que a cidade do Lubango tem oito monumentos e sítios classificados,  Caconda tem dois e existe um no município da Humpata.
“Vamos continuar a persuadir a sociedade a defender os bens patrimoniais e vamos desencadear medidas de conservação e protecção.”
Entre os monumentos e sítios mais visitados na província,  destacam-se obras da arquitectura civil, militar, religiosa, funerária, sítios históricos, arqueológico, zona histórica, paisagística e natural, sendo esta última categoria a que mais atrai os turistas entre cidadãos nacionais e estrangeiros.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA