Contos angolanos lançados na União


14 de Setembro, 2016

O conflito de gerações, a discriminação racial e a importância da recuperação dos valores culturais são os temas do livro “A disputa entre o Vento e o Sol e outras Histórias”, da escritora Maria Celestina Fernandes, a ser apresentado hoje, às 17 horas, na União dos Escritores Angolanos (UEA), em Luanda.

Depois de ter sido lançado na Feira do Livro de Lisboa, em Junho, o livro de Maria Celestina Fernandes chega às mãos dos leitores angolanos, numa edição do grupo Leya, com quatro histórias, sendo a primeira intitulada “A disputa entre o Vento e o Sol e Outras Histórias”, que dá título à publicação.
O livro, com quatro contos, aborda ainda o conflito de poderes, com o vento e o Sol como protagonistas de uma luta para influenciar rapidamente a mudança climática. Um dos contos fala do combate à discriminação e os conflitos sociais, na história “A Formiga Albina e a Formiga Vermelha”.
A escritora aborda também o factor da exclusão, que é actual nas sociedades. Porém, “todas as pessoas, não importa a raça, têm direitos económicos, sociais e culturais iguais”, defende Maria Celestina Fernandes.
A escritora apresenta ainda uma reflexão sobre a maior manifestação cultural de Angola, o Carnaval, através da fábula “Cabra Malhada”, onde aborda diversos temas sociais e culturais, como a feitiçaria.
Maria Celestina Fernandes, nasceu no Lubango, a 12 de Setembro de 1945. Fez os seus estudos primários e secundários em Luanda, tendo completado o ensino licial no liceu Salvador Correia.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA