Coreografias destacam temas sociais

Manuel Albano|
16 de Fevereiro, 2015

Fotografia: Mota Ambrósio

O grupo carnavalesco União Twabixila foi o primeiro dos 13 grupos da classe B a desfilar, com a dizanda, ontem à tarde, no Carnaval de Luanda, que se realiza desde sábado, na Marginal da Praia do Bispo.

O grupo elegeu como tema a homenagem aos heróis Ngola Kiluanji e Rainha Njinga Mbande. O vocalista e vice-presidente do grupo, Milda Mateus, disse ao Jornal de Angola que se trata de uma homenagem merecida a estas figuras, pelo seu contributo na preservação dos valores e rituais da cultura bantu.
“Estamos orgulhosos dos nossos heróis, por isso a nossa homenagem. Trouxemos a pedra negra de Pungo Andungo, onde, segundo a tradição, estão esculpidas as pegadas dos nossos reis”, contou o responsável, acrescentando que este ano o grupo levou mais de 300 foliões à Marginal da Praia do Bispo.
Milda Mateus sublinhou que está preparado para regressar, no próximo ano, à Classe A (adultos), “porque trabalhámos arduamente para o efeito”.
Com o tema de eleição “As belezas e maravilhas da Quiçama”, a União Estela do Pita, segundo grupo a exibir-se, levou ao desfile a dança katutula, típica da região da Quiçama. O responsável do grupo, Agostinho Pitra, disse que levaram cerca de 250 pessoas.
Fundada em 3 de Janeiro de 1993, a agremiação foi vencedora da Classe B na edição de 2012. Três anos depois, pretende reconquistar o prémio máximo. “A nossa proposta foi mostrar um pouco das riquezas do Parque Nacional da Quiçama, as salinas e rios, e contar a história do Embondeiro que sangra”, disse.
Num clima ameno e com pouco sol, os grupos apresentaram-se ao seu melhor nível durante o desfile. Quando o astro rei deixou de cintilar, com a temperatura mais baixa, coube a vez da União Jovem do Mukwaxi, que apresentou o tema “Embelezamento da cidade capital”.
Com o estilo semba, montaram uma coreografia para retratar os grandes ganhos que a cidade de Luanda tem registado nos domínios das infra-estruturas sociais, como o aumento do número de hospitais, escolas e a nova imagem que a cidade tem adquirido ao longo dos últimos anos.
Os grupos carnavalescos Geração do Mar, Juventude da Kapalanca, Café de Angola, Angola Independente, Giza, 17 de Setembro, Unidos do Kilamba Kiaxi e Kwenya também desfilaram. Para a avaliação dos concorrentes, o júri levou em consideração a dança, corte, painel, comandante, alegoria e falange de apoio.
O desfile dos grupos da classe B coincidiu com o lançamento da revista do Carnaval. O governador de Luanda, Graciano Domingos, e a ministra da Cultura, Rosa Cruz e Silva, entre outros convidados, prestigiaram o evento.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA