Cultura

Covid-19: Artes promovidas em alternativa na Net

Com um avanço crescente do contágio do novo coronavírus, as actividades culturais em toda parte do mundo foram suspensas. Com as actividades canceladas, os fazedores de artes criam alternativas com o objectivo de promover e divulgar as suas obras.

Em Portugal, o Teatro Nacional Dona Maria 2ª disponibilizou, na sua página de Internet, diversas peças que já encenou.
Fotografia: DR

As aglomerações de pessoas estão proibidas para espectáculos culturais e actividades religiosas, fazendo com que as pessoas passem o tempo em casa, enquanto aguardam por uma melhor condição na saúde pública.
Neste cenário triste, os artistas e produtores estão a fazer espectáculos caseiros transmitidos nas redes sociais, estreias cinematográficas foram para o streaming, canais de TV, assim como museus vão promovendo visitas virtuais e espectáculos de dança e teatro foram filmados e disponibilizados na Internet.
A companhia portuguesa Teatro Aberto, está promovendo e exibir em seu site, uma peça por semana. As obras ficam no ar todo os dias, das 21h00 às 24h00. Para esta semana, está agendado o espectáculo da comédia “A Verdade”, de Florian Zeller, que foca a vida conjugal para expor hipocrisia.
Ainda em Portugal, o Teatro Nacional Dona Maria 2ª disponibilizou, na sua página de Internet, diversas peças que já encenou. Entre as obras, estão o “O Sopro”, de Tiago Rodrigues, “Montanha-Russa”, de Inês Barahona e Migue Fragata, entre outras.
A cantora e compositora brasileira, Clarice Falcão que, ontem, cancelou o seu espectáculo, na cidade do Rio de Janeiro, hoje, às 20h00, em seu perfil no Instagram, vai promover temas que fazem parte do terceiro trabalho discográfico intitulado “Tem Conserto”, gravado, em 2018, em parceira com Kassin, um dos produtores de seu segundo CD “Problema Meu”.Em Outubro, do mesmo ano, cantora foi uma das principais atracções musicais do Festival de Cinema BB DTVM, que contou com a exibição de filmes nacionais.

 

Tempo

Multimédia