Criações artísticas em análise

Manuel Albano |
8 de Julho, 2016

Uma mesa redonda para troca de experiência entre actores e encenadores angolanos e moçambicanos subordinada ao tema “O processo de criação artística” é realizada amanhã, às 15h00, no Instituto Superior de Artes (ISART), na Centralidade do Kilamba, em Luanda.

Em declarações ontem ao Jornal de Angola, o director do Circuito Internacional de Teatro (CIT), Adérito Rodrigues “Bi”, disse que os professores de teatro moçambicano, constituem o grupo Mancuerho, e,  hoje, no período da manhã, visitam o ISART para saberem do seu funcionamento.
“A adaptação dos textos dos escritores de ambos países nas peças de teatro”, “O crescimento do teatro em Moçambique e Angola”, “Os conteúdos” e “O processo de criação artística para o desenvolvimento das artes cénicas” são alguns dos temas sugeridos para a organização do CIT, na realização da mesa redonda, explicou Adérito Rodrigues.
De acordo com o programa de actividades do CIT, o grupo Mancuerho de Moçambique  exibe amanhã, às 20h00, no anfiteatro do ISART, a peça “Kuphanda”, da autoria de Ernesto Langa Estreanty.
No domingo, à mesma hora e local, o grupo italiano Homeless apresenta o peça “O piano sem tecto”, onde são apresentadas algumas dificuldades da vida artística e dos seus criadores.
A primeira edição do Circuito Internacional de Teatro decorre até 17 de Setembro, data em que se comemora em Angola o Dia do Herói Nacional.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA