Criações nacionais ganham dimensão na Casa das Artes

Roque Silva |
13 de Setembro, 2016

Fotografia: Paulino Damião |

Luanda conta, desde o final de semana, com um novo espaço de formação no domínio das artes e promoção dos trabalhos de artistas, com a inauguração da Casa das Artes, localizada em Talatona, no município de Belas, em Luanda.

O espaço, construído de raiz com financiamento do Banco Africano de Investimentos (BAI), alberga, no rés-do-chão e no primeiro andar, um auditório denominado “Manuel Rui”, para a exibição de filmes, sala de espectáculos e ensaios de teatro, música e dança, com capacidade para 270 lugares, uma sala de exposições de artes plásticas e outra de aulas.
A Casa das Artes pretende, dentro do seu programa social, realizar aulas de pintura, desenho, dança, teatro e capoeira, a serem ministradas por professores angolanos. O Banco Internacional de Crédito ofereceu à associação 45 bolsas de estudo internas para crianças desfavorecidas.
A companhia Elinga Teatro inaugurou o palco da Casa das Artes com espectáculos na sexta-feira, sábado e domingo.
A cerimónia de inauguração contou com a exibição de dança contemporânea, por Rita e Ema Ganga, um espectáculo de música na voz de Dodó Miranda, declamação de poesia e capoeira, com o conjunto Abadá, e o pianista e tenor russo Alexey Shakitko.
O local é um espaço multidisciplinar e interactivo, onde várias artes podem coabitar numa relação viva, dinâmica e inovadora. O projecto foi feito para despertar valores que a linguagem artística não consolida, através de acções de formação, conferências e espectáculos, considerados meios mais adequados para a criação de um público.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA