Crianças dançam a "kazucuta"


14 de Fevereiro, 2015

Fotografia: Mota Ambrósio

O desfile do Carnaval de Luanda, edição 2015, tem início hoje, às 16h00, na Marginal da Praia do Bispo, com a competição da classe infantil, cujo título está na posse dos Cassules Sagrada Esperança, penúltimo grupo a desfilar.

O desfile abre com a exibição dos Cassules 54, seguido pelos Cassules Jovens da Cacimba, Amazonas do Prenda, Admirador Hoji ya Henda, Twafundumuka, Kazukuta do Sambizanga, 10 de Dezembro, Mundo da Ilha, Café de Angola, Angola Independente e Geração Sagrada.
O semba é o estilo de dança predominante no desfile desta tarde, no qual dez dos 12 concorrentes vão exibir coreografias de semba. Apenas os Cassules Admirador do Hoji ya Henda e Kazukuta do Sambizanga vão apresentar um estilo diferente, a kazukuta.
O desfile desta tarde vai contar com a participação de quatro grupos da Maianga, três do Rangel, dois do Kilamba Kiaxi e Cazenga, Sambizanga e Ingombota com uma agremiação cada. O júri vai avaliar, durante a exibição dos grupos, a dança, canção, corte, painel, comandante, alegoria e falange de apoio.
Devido ao tempo de preparação e organização dos grupos espera-se esta tarde na Marginal da Praia do Bispo um despique renhido na classe dos infantis, uma vez que o actual vencedor pretende revalidar o título e os restantes trabalharam arduamente para o destronar.
Na Marginal da Praia do Bispo o cenário está montado para receber hoje, amanhã e terça-feira o desfile do Carnaval de Luanda. À semelhança das edições anteriores foram montadas arquibancadas e tribunas para os espectadores, assim como áreas para a imprensa que faz a cobertura da manifestação. O governador de Luanda, Graciano Domingos, o anfitrião, inspeccionou quinta-feira o palco da manifestação, onde se inteirou das condições de iluminação, saneamento básico, saúde, segurança e parqueamento criadas para o efeito.
A preocupação do governador de Luanda prende-se com a questão de segurança para os foliões e espectáculo, sendo logo garantido que a Polícia Nacional e empresas de segurança privadas vão estar em prontidão.

\"Revista Carnaval”\"

O desfile infantil do Carnaval de Luanda, marcado para hoje às 16h00, na Marginal da Praia do Bispo, é antecedido do lançamento da revista anual, pelo Ministério da Cultura, no quadro do programa geral do Entrudo, edição de 2015. A “Revista Carnaval” constitui um espaço de diálogo e de opinião temática sobres os novos rumos do Carnaval. É ainda um espaço de divulgação de informação e documentação sobre o Carnaval, desde o processo de preparação à competitividade dos desfiles. A Revista é também um instrumento de promoção e valorização do Carnaval, como uma grande festa popular em Angola e preservação da sua tradição.
Nesta edição, a Revista destaca as homenagens à comandante Mamã Santa (do grupo Dimba dya Ngola), ao grupo União Tonesa, ambos de Luanda, e ao grupo Ferrovia B, da Huíla. Inclui ainda os espaços dedicados aos artigos, propostos por investigadores e estudiosos, traduzidos na análise e na apreciação dos conteúdos material e imaterial da matriz do Carnaval. Além destas matérias realça-se as rubricas Carnaval: Mais Cultura-Mais Angola, Galeria dos Vencedores, Notícias do Carnaval pelo País e o texto do escritor Óscar Ribas, que aborda o tipo de dança “Maiado”.

Efectivos dos Bombeiros


O Serviço Nacional de Protecção Civil e Bombeiros (SNPCB) tem preparados 110 efectivos, subdivididos nos três dias de Carnaval, para garantir a segurança dos foliões, afirmou Faustino Mingueji.
O porta-voz do Comando Provincial do SNPCB disse que os bombeiros vão contar com botes salva-vidas, viaturas de combate a incêndios, cisternas, motos e ambulâncias, cujo objectivo é fazer sempre o melhor. Os bombeiros vão montar postos na orla marítima e Baía, na Ilha do Cabo, zona dos Ramiros, Museu da Escravatura, Barra do Kwanza e Cacuaco, bem como em locais de festas autorizadas pelo Governo Provincial de Luanda (GPL), prevendo-se uma considerável concentração de citadinos para os bailes do Carnaval. Ao longo das praias, precisou, vão estar mais postos com mergulhadores-nadadores e botes salva-vidas afectos ao projecto “Praias Seguras”.
Faustino Mingueji referiu que todos os anos, por esta ocasião, o órgão prepara-se para responder a qualquer eventualidade, quer no local do acto central, quer em outras áreas frequentadas por banhistas.

Visita aos grupos


A ministra da Cultura, Rosa Cruz e Silva, teve nos últimos 15 dias um intenso trabalho de campo com visita a alguns grupos carnavalescos da capital para constatar no local o seu nível organizacional.
Acompanhada pela vice-governadora para a esfera Económica e Social, Jovelina Imperial, a ministra gostou do nível de preparação dos grupos que visitou, tendo servido de mola motivadora para os mesmos.
O coordenador da comissão nacional do Carnaval, Carlos de Jesus Vieira Lopes, antevê nesta edição um Carnaval melhor em termos gerais, em todo o país.
As comissões provinciais do Entrudo receberam os meios materiais para a confecção das indumentárias e cinco milhões de kwanzas para ajudar na preparação das diversas acções do Carnaval, como o aluguer de aparelhagens de som, alimentação, montagem das tribunas, aluguer de transportes, entre outros.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA