Cultura para Todos leva peças a bairros

Manuel Albano |
10 de Março, 2016

Fotografia: Miqueias Machangongo |

A companhia de teatro Pitabel apresenta no sábado e domingo, às 20h00, na sala de espectáculos Casa do Partido, na Urbanização Nova Vida, em Luanda, a peça “O preço do fato”.

A exibição enquadra-se na expansão do programa semanal de promoção do teatro  “Cultura para Todos” e integra-se nas comemorações do “Março Mulher”.
Com a duração de 50 minutos, o espectáculo baseia-se no drama da jovem Cristina, de 25 anos, natural de Mbanza Congo, uma localidade tradicional, que cresce em Luanda. Na peça, o conflito entre a tradição e a modernidade é expresso pela ausência da roupa de cerimónia no dia da entrega dos dotes do alembamento de Cristina, que considerava irrelevante a falta dessa peça, mas quase lhe custou a vida.
O  grupo Pitabel já conquistou o Prémio Nacional de Cultura e Artes, na categoria de teatro, e o Prémio de Teatro Cidade de Luanda.

Critica social


O Miragens Teatro exibe amanhã, sábado e domingo, na Escola 14 de Abril, na Centralidade do Kilamba, em Luanda, o espectáculo “Loucos por mulheres”, um drama que aborda   a proliferação de seitas religiosas.
A peça é uma critica social ao comportamento anti-social adoptado por alguns líderes religiosos no país ao envolverem-se sexualmente com as fiéis e crianças em troca da “salvação eterna”.
O encenador do grupo Miragens Teatro, José Teixeira “Chetas”, disse ontem ao Jornal de Angola que   pretende aproveitar o espectáculo para fazer uma reflexão profunda sobre o papel dos cristãos, particularmente dos líderes religiosos no processo da recuperação dos valores morais e culturas na sociedade.
A obra  é representada por oito actores, que destacam a questão do desemprego. A Companhia Miragens Teatro foi a vencedora do Prémio Nacional de Cultura e Artes, na modalidade de Teatro, em 2009.
 
Amor em Crise

No âmbito do programa “Cultura para Todos”, o grupo Nkaylo Teatro apresenta no domingo, no palco do Centro Cultural de Viana, no Zango 2, em duas sessões, às 17h00 e às 19h00, o espectáculo  “Amor em Crise”.
O encenador do grupo, Domingos Mário, disse que o foco da peça é a importância de uma maior valorização das coisas imateriais. “Queremos mostra a sociedade, particularmente a juventude como o amor pode se tornar a fonte de inspiração para se romper as dificuldades da vida”. A peça conta a história de um casal jovem, Carlos e Catarina, que fazem grandes sacrifícios para manterem firme a sua relação, não permitindo que a ausência de dinheiro seja  factor de separação.
“A inveja”, “A fofoca do kimbo”, “A esperança do amor” são outros espectáculos do grupo da Igreja São Francisco de Assis, em Viana, que surgiu com a denominação Vocacionado, tendo mais tarde trocado para Nkaylo.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA