Cultura

Conferência sobre dança em Luanda

Manuel Albano |

A primeira conferência de dança denominada “Passos Cruzados” começa hoje, às 9h00, no Museu de História Natural, em Luanda, e prolonga-se até ao próximo dia 29, numa iniciativa do projecto Corrente Dançante.

Projecto Corrente Dançante pretende criar encontros e realizar ciclos de formação para promover a troca de conhecimentos entre dançarinos
Fotografia: Francisco Bernardo | Edições Novembro

A conferência visa saudar o Dia Mundial da Dança, que se assinala a 29 de Abril, data criada em 1982, pelo Comité Internacional da Dança (CID) da Unesco, em homenagem ao francês Jean-Georges Noverre (1727 - 1810), bailarino e professor de ballet, que se destacou na história da dança por ter escrito um conjunto de cartas sobre o ballet da sua época. O nome dessa obra teórica sobre dança é “Letters sur la Danse”.
Como primeira abordagem e foco principal, a organização da  conferência propôs  os temas: “A composição na dança” ou “ Coreografia”, que vão estar em estreita ligação com os outros assuntos a serem abordados nas oficinas e palestras.
De acordo com o coordenador do projecto Corrente Dançante, Maneco Vieira Dias, existem inúmeras preocupações sobre a dança em Angola, razão pela qual o objectivo é permitir aumentar os conhecimentos técnicos e teóricos, de maneira a promover o fomento da dança e auxiliar os grupos de dança a progredirem e a aperfeiçoarem os trabalhos cénicos.
A coreografia, explica, por ser um tema que necessita de ferramentas, foi um dos motivos da realização da  primeira conferência de dança denominada “Passos Cruzados”. Os interessados em participar das oficinas têm de pagar a quantia de mil kwanzas.
O encontro, disse, é extensivo aos bailarinos, coreógrafos, professores de dança, académicos, promotores, empresários e público interessado. “Vamos realizar, também, além das oficinas, palestras nas quais vão ser transmitidos testemunhos a ser proferidos por vários prelectores e figuras ligadas às artes, em particular à dança.”
Na conferência, que se realiza no período da manhã das 9h00 às 12h00 e à tarde das 14h00 às 17h00, os temas a serem apresentados nos seminários e palestras são teórico-práticos, em períodos diferentes, de forma a possibilitar a participação de um maior número de pessoas em função das actividades laborais.

Os conteúdos


Entre as várias actividades programadas nesta primeira conferência de dança, vão ser abordados temas como a “Profissionalização e a gestão de carreiras dos artistas”, “As obras de dança no carnaval”, “Processo de criação em dança contemporânea” e “Processo de criação nas danças urbanas”.
Vão igualmente ser discutidos, durante a conferência. Os temas “Criação nas danças folclóricas como obra de arte”, “Ferramentas básicas para composição coreográfica nas danças recreativas”, “A dança no processo do ensino e aprendizagem” e “Elementos para produção de espectáculos de dança e direcção artística”. 
“A internacionalização das danças angolanas e gestão de carreiras: individual e colectiva” e “Critérios de organização e classificação no  desfile competitivo do Carnaval de Luanda (do detalhe técnico à criatividade do grupo)” são outros assuntos que a organização pretende contribuir para que as peças a serem apresentadas sejam obras de arte e possam deixar um legado positivo para as gerações vindouras.
Maneco Vieira Dias disse que, no dia de abertura da conferência, vai ser também realizado um espectáculo de dança com o título “Um lugar comum”, promovido pelo Colectivo Uníssono, que vai apresentar uma coreografia com base em danças tradicionais, explorando as novas tendências das danças contemporâneas.
O projecto Corrente Dançante pretende criar encontros e ciclos de formação com a intenção de, cada vez mais, propiciar a troca do conhecimento entre os bailarinos, coreógrafos, professores e o público.

Tempo

Multimédia