Cultura

Criadores em acção solidária

Roque Silva |

O grupo Twana Twangola apresenta hoje, às 19h00, no auditório Njinga Mbande, em Luanda, a peça “A plateia”, com o objectivo de arrecadar fundos para suportar as despesas médicas dos dois actores do grupo Horizonte Ngola Kiluanje baleados no distrito urbano do Sambizanga.

Associação Angolana de Teatro promove uma campanha de solidariedade para com os dois actores baleados do grupo Horizonte Ngola Kiluanje
Fotografia: DR

A exibição da peça, que faz uma abordagem ao comportamento ideal das pessoas no interior de uma sala de teatro, está inserida numa campanha de angariação de fundos promovida pela Associação Angolana de Teatro (AAT).
Denominada “Teu problema é meu problema”, a iniciativa visa sobretudo adquirir condições para comprar os medicamentos e apoiar com cestas básicas as famílias de César Augusto “Drói” e Vicente Kudihaluka “Gaúcho”, artistas baleados no dia 31 de Março, no bairro  São Pedro da Barra, distrito urbano do Sambizanga, quando saíam da gala de abertura do Festival da Paz, realizada na Liga Africana.
O grupo Twabixila exibe, hoje, às 20h00, na segunda sessão, no palco do auditório Njinga Mbande, a peça “Minha sogra, minha namorada”. A comédia, de 45 minutos, sobre uma relação amorosa de genro e sogra após assédio e pressão psicológica da mãe da esposa do personagem principal da peça.
A apresentação de peças de teatro enquadradas na missão solidária prosseguem na próxima semana, com a exibição em duas sessões quinta e sexta-feira, no auditório Njinga Mbande, e uma no sábado, no Centro cultural Actos e Cenas, na Samba.
A primeira sessão de quinta-feira está reservado para a apresentação dos espectáculos “Quando o amor te sobe a cabeça”, do colectivo Protevida, e na segunda sessão é apresentada o espectáculo “Pai é pai”, do grupo Kipapumuno. Na sexta-feira, o Nguizane Tuxicane exibe o espectáculo “Cassinda não volta atrás”, na primeira sessão, enquanto na segunda sessão o Amazonas apresenta o espectáculo “Apaixonados por engano”.
A companhia de teatro Horizonte Njinga Mbande encerra, no sábado, no Centro cultural Actos e Cenas, a primeira fase da campanha solidária “Teu problema é meu problema”. A peça “A fuga” é a última proposta para tentar convencer as pessoas a  solidarizarem-se  com os artistas que se encontram internados no Hospital Josina Machel.
 Solange Feijó disse que César Augusto “Drói” e Vicente Kudihaluka “Gaúcho” recuperam de forma satisfatória, mas o primeiro, operado nas costas e abdómen, ainda inspira cuidados. O segundo, com ferimentos no joelho, também está na enfermaria e ambos recebem visitas. 
A iniciativa começou ontem na Liga Africana, com a apresentação da peça “Ingratus”, do projecto Cena Livre.

Tempo

Multimédia