Ensaio Geral do Carnaval

Manuel Albano e Mário Cohen |
7 de Fevereiro, 2015

Fotografia: Paulino Damião

O grupo carnavalesco União Sagrada Esperança, do Distrito Urbano do Rangel, na classe A (adulto) e infantil, o grupo homenageado União Tonesa, e Bloco Sol são os seleccionados para participarem no Ensaio Geral do Carnaval de Luanda, que se realiza hoje, às 15h00, na Marginal da Praia Bispo.

Jovelina Imperial, vice-governadora provincial de Luanda para a Área Social,visitou ontem a Marginal da Praia Bispo, que vai ser o palco do Carnaval da capital, para ver as condições técnicas e de segurança para o desfileque começa no dia 14 Fevereiro, com a actuação infantil. No dia 15, realiza-se o desfile da classe B (adultos)e no dia 17 o da classe A (adultos).
No final da visita, a vice-governadora provincial pediu “prontidão e agilidade” aos membros da Comissão Organizadora do Carnaval de Luanda, para que o Entrudo desta ano corra sem constrangimentos.
Durante a visita, acompanhada também por responsáveis das empresas que prestam serviços à Comissão Organizadora, Jovelina Imperial mostrou-se satisfeita pelo facto de os parceiros estarem a cumprir com as tarefas orientadas, desde a limpeza dos parques de estacionamento, espaço da feira de alimentação, melhoria do pavimento, policiamento, emergência médica, energia, água, logística e montagem de bancadas e tribunas.
Manuel Gonçalves, porta-voz da Comissão Organizadora do Carnaval de Luanda, confirmou à imprensa que a montagem de bancadas e tribunas está concluída na segunda-feira e uma das principais preocupações tem sido com a segurança dos participantes na festa: “À semelhança das outras edições, estão a ser envidados os esforços para que a actividade seja um êxito”.
O União Tonesa, por ser o grupo homenageado do ano não pode competir, mas é o primeiro grupo a exibir-se no dia 17 de Fevereiro. Na fase competitiva, o União Kazukuta do Sambizanga abre o desfile do acto central, seguindo-se os grupos União Domant, Etu Mudietu, 54, Jovens da Cacimba, Kiela, Mundo da Ilha, Kabocomeu, Dimbadya Ngola, Povo da Samba, 10 de Dezembro, Nzinga Mbande, Sagrada Esperança e Tuafundumuka.
Na Classe B, o desfile é aberto pelo grupo carnavalesco União Tuabixila. Depois, desfilam o Estrela do Pita, Amazona do Prenda, Geração Sagrada, Jovem do Mukuaxi, Geração do Mar, Juventude da Kapalanca, Café de Angola, Angola Independente, Giza, 17 de Setembro, Unidos do Kilamba Kiaxi e Kuenha.
O desfile da Classe B realiza-se dois dias antes, também na Marginal da Praia do Bispo. Na véspera, dançam os infantis, no mesmo local, com o grupo Cassule 54, a abrir. Nesta última competição participam também os Cassules dos Jovens da Cacimba, Amazona do Prenda, Admiradores do Hoji-ya-Henda, Tuafundumuka, Kazukuta do Sambizanga, 10 de Dezembro, Mundo da Ilha, Café de Angola, Angola Independente, Sagrada Esperança e Geração Sagrada.

Ministra visita grupos 

O Ministério da Cultura quer transformar está edição do Carnaval numa verdadeira festa do povo, envolvendo todas os estratos da sociedade, neste ano em que o país comemora os 40 anos de Independência, no dia 11 de Novembro, garantiu à imprensa a titular da pasta da Cultura.
Rosa Cruz e Silva manifestou essa intenção, na quinta-feira, no Marco Histórico do Cazenga, durante a visita ao grupo carnavalesco União Tonesa - o homenageado desta edição do Carnaval, como reconhecimento dos 30 anos ininterruptos de participação no Carnaval de Luanda.
A ministra da Cultura espera que esta edição do Carnaval seja bastante competitiva, alegre e colorida, acima de tudo festejada num espírito de competitividade, tendo salientado, igualmente, que a Comissão Preparatória está a trabalhar para que este Carnaval fique marcada na História Angolana.
“Este ano, o Entrudo vai ter um ritmo mais animado por coincidir com os 40 anos da Independência de Angola. Os grupos vão dar o melhor de si, como testemunhei nos ensaios de algumas agremiações”, disse Rosa Cruz e Silva.
A ministra exortou os administradores municipais a apoiarem os grupos, para que tenham uma boa participação nos desfiles que se realizam em todo o país entre os dias 14 e 17 deste mês e defendeu a transformação dos grupos em associações culturais, rentabilizando as suas sedes, através de programas de formação nos mais variados domínios da cultura.
Para além do grupo União Tonesa, a ministra da Cultura visitou na quinta-feira as instalações do grupo carnavalesco infantil “Os Admiradores da Cazucuta do Hoji-ya-Henda”, no município do Cazenga.
O programa de visita da ministra da Cultura contempla ainda os grupos Jovens do Mukuaxi, 54, Capalanga, Nzinga Mbandi, Sagrada Esperança,  Tuafundumuka,  Etu Mudieto, Operário Kabocomeu, Unidos do Kilamba Kiaxi e  Café de Angola.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA