Peça teatral

Roque Silva |
24 de Março, 2016

Fotografia: Francisco Bernardo

A companhia Enigma apresenta amanhã, sábado e domingo, pelas 20h00, na Escola 14 de Abril da Centralidade do Kilamba, a peça de teatro “A Raiva”, inspirada na aglomeração de lixo nas ruas de Luanda e as consequências da chuva para os habitantes de zonas de risco.

A exibição enquadra-se no projecto Cultura para Todos, uma iniciativa conjunta do Colégio Pitabel, Administração da Centralidade do Kilamba e o núcleo da JMPLA da urbanização Nova Vida, com o propósito de levar o teatro a essas zonas.
A peça baseia-se numa reflexão sobre o comportamento humano, a partir do drama de uma família pobre residente nos subúrbios de Luanda. “Os homens são apresentados como se de animais irracionais se tratassem”, disse ao Jornal de Angola o encenador Toni Frampênio, responsável pela comédia de uma hora representada por oito actores.
“A Raiva” conquistou o Prémio Cidade de Luanda e venceu o Festival Internacional de Teatro do Cazenga, ambos em 2010. A companhia Enigma ganhou o Prémio Nacional de Cultura e Artes em 2014, na categoria de teatro, pelo conjunto da sua obra. No ano passado, ganhou o prémio Angola 40 anos de Independência, com a peça Há mar... Há terra...
O grupo Enigma representou o país na 6.ª edição do Festival Internacional de Teatro de Língua Portuguesa (FESTILIP), no Rio de Janeiro.
A organização do projecto Cultura para todos distingue no domingo, na Escola 14 de Abril da Centralidade do Kilamba, o encenador Beto Cassua e a actriz Conceição Diamante com diplomas de mérito, pelo contributo ao teatro angolano.
As homenagens ao encenador do grupo Etu Lene e a actriz do Julu enquadram-se nas comemorações do 27 de Março, Dia Mundial do Teatro, que se assinala no mesmo dia.

Programa para Abril


O grupo Amor à Arte abre nos dias 1, 2 e 3 a temporada de Abril do projecto Cultura para Todos, com a apresentação da peça de teatro “Cuidado com a boca”. Seguem-se os espectáculos Filhos da Pátria, do grupo Kulonga, nos dias 8, 9 e 10, Roque, romance de um mercado, do Twana Teatro, a 15, 16 e 17, A Fronteira do Asfalto, a 22, 23 e 24, da companhia Pitabel, e O Sujeito e a Azarada, nos dias 29 e 30 de Abril e 1 de Maio, do grupo Enigma Teatro.

Nguizane Tuxicane


O palco da sala de espectáculos da Casa do Partido na Urbanização Nova Vida acolhe sábado e domingo, pelas 19 horas, o grupo Nguizane Tuxicane, no âmbito do projecto Cultura para Todos. O grupo encena a peça “Cassina não volta atrás”, um clássico do teatro angolano, de Hermenegildo de Aguiar, que já foi exibido em 1998, no programa Em Cena, da Televisão Pública de Angola.

Jovens Renovadores

O grupo Jovens Renovadores apresenta domingo, às 19h00, no Centro Cultural de Viana, no Zango 2, a peça de teatro “Eu pago com a mesma moeda”, que retrata a situação de uma rapariga desprezada pelos parentes directos. Acusada de feitiçaria pela mãe, Teté é expulsa do convívio dos familiares mais próximos, mas encontra abrigo na residência de um tio. Depois de atingir a idade adulta, vinga-se da família que a desprezou.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA