Teatro angolano é elogiado


1 de Julho, 2014

Fotografia: Paulino Damião

O professor cubano da disciplina de teatro, Wilder Justis Domingues, disse, em Luanda, prever um bom desempenho das artes cénicas angolanas, por existirem projectos artísticos, mas considerou urgente também dar atenção à componente de formação dos agentes culturais.

Em declarações à Angop, o professor reconheceu a existência de grupos com uma dinâmica de crescimento do teatro no país, mas é indispensável, apostar-se na formação para que haja qualidade nas peças a serem apresentadas ao público.
“As pessoas, pela sua natureza, já nascem artistas, mais é preciso que haja um trabalho de análise para que cada um se forme de acordo com o seu talento", disse o especialista.
Grupos como o Horizonte Njinga Mbandi,  Pitabel e  Henrique Arte têm actores bons, que já demonstraram trabalho, uma veia artística muito forte e também já tiveram a oportunidade de mostrar os seus trabalhos no estrangeiro, o que são  bons indicadores para o crescimento do teatro.
Wilder Justis Domingues considera ainda que as artes cénicas, por serem  complexas e completas, devem ser encaradas de forma diferente e responsável, razão pela qual a componente formação do individuo deve ser prioridade.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA