David Bowie apresenta nova antologia


21 de Novembro, 2014

Fotografia: Divulgação

O cantor britânico David Bowie celebrou os seus 50 anos de carreira com o lançamento de “Nothing Has Changed”, uma ambiciosa antologia que reflecte as várias facetas da sua vida artística.

Aos 67 anos, o inglês aproveita ainda a ocasião para lançar um novo single, “Sue (OrIn A Season Of Crime)”, no qual explora o estilo de música jazz, numa fusão com outros ritmos.
A publicação da antologia foi complementada com a estreia no Reino Unido de “David BowieIs”, um documentário sobre a exposição dedicada ao artista pelo popular Museu Victoria&Albert de Londres, em 2013.
Lançado ontem, “Nothing Has Changed” tem duas versões - em CD duplo ou triplo - e é, para os críticos,“a nova prova de vida de um artista que desvaneceu durante quase uma década antes de lançar no ano passado, de surpresa, o seu último álbum de estúdio, “The Next Day”.
A nova antologia, contam os críticos, cobre grande parte dos períodos do músico: desde o adolescente David Jones que entrou num estúdio pela primeira vez em 1964 para gravar “Liza Jane”, um rock clássico, ao artista culto que em 2013 fez a sua ressurreição musical com 14 novas músicas.
“Entre esses dois extremos, David Bowie foi o londrino do fim dos anos 60, o extraterrestre Ziggy Stardust da década de 70, o cavaleiro expressionista da sua etapa alemã e inclusive o arlequim do início dos anos 80”, elogiaram os críticos. Para englobar essa pluralidade de facetas, o músico, disseram, escolheu como título do seu novo trabalho um fragmento de “Sunday”, tema incluído no seu 22º álbum, “Heathen”, de 2002.
“Para dizer a verdade, isto é o princípio do nada. E nada mudou. Tudo mudou”, cantava há mais de uma década Bowie, que em 1972 liderou o “top”britânico com o tema “Changes”, uma reivindicação da sua imutável personalidade. David Bowie, nascido no londrino bairro de Brixton e estabelecido em Nova Iorque há anos, escolheu três capas distintas para as diversas versões da antologia, mas todas têm como ponto comum a sua imagem reflectida num espelho. A edição de luxo traz uma fotografia tirada por Jimmy King em 2013.
O single “Sue (OrIn A SeasonOf Crime)” também recebeu elogios da crítica, por trazer uma nova música experimental, com tinturas electrónicas, produzida, mais uma vez, por TonyVisconti, um dos colaboradores mais antigos de David Bowie.
No reportório do “single” constam os temas “Let Me Sleep Beside You”, uma gravação inédita que foi feita nas gravações do álbum “Toy” (2001), ou “Your Turn To Drive”, que até agora só está disponível em formato digital, assim como uma reedição de “Shadow Man”, tema de 1971.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA