Cultura

Defendida potenciação do talento dos jovens

A ministra da Cultura, Carolina Cerqueira, preconizou, na quarta-feira, em Luanda, a necessidade de reforçar o talento dos jovens angolanos que vêem no sector das artes o caminho para contribuírem para o desenvolvimento do país e para a afirmação da cultura nacional.

Ministra da Cultura solicita da nova direcção do complexo colaboração e diálogo com os alunos
Fotografia: Edições Novembro

Ao falar na cerimónia de tomada de posse de Eusébio Pinto como novo director do Complexo das Escolas de Artes (Cearte), Carolina Cerqueira disse que a instituição deve apostar em potenciar e incentivar o espírito criativo dos seus estudantes de forma que possam colocar ao dispor das comunidades, em particular da cultura angolana, todo o seu saber, através das suas criações.
A ministra da Cultura reafirmou que os docentes, estudantes e a direcção do complexo devem aproveitar todas as valências disponíveis com a institucionalização do Cearte.
Para a governante, só desta forma se pode responder aos desafios que o Estado colocou aos homens de cultura quando optou pela edificação de uma instituições com as dimensões e valências do Cearte.
Ao director, professores e alunos do complexo, Carolina Cerqueira solicitou colaboração e diálogo com o intuito de se levar a bom porto os desígnios que motivaram a abertura da escola.
Eusébio Pinto é licenciado em Economia e pós-graduado ao nível de mestrado em Administração de Empresas, na especialidade de Direcção-Geral. É  formador certificado pelo Centro de Formação de Formadores (Cenffor), do Ministério da Administração Pública, Trabalho e Segurança Social (MAPTSS).
Congregando os cursos de Artes Plásticas, Música, Teatro e Dança, a instituição de cariz médio técnico-profissional é actualmente a guardiã no que à formação artística diz respeito, para satisfação de centenas de jovens que apostam no mundo das artes para se afirmarem na sociedade. Inaugurado em 2015, o Cearte ministra  os cursos Pedagógico e Criação Artística (na vertente artes visuais e plásticas), Pedagógico, Criação e Interpretação (na música), Pedagógico, Criação e Interpretação e de Produção (na vertente teatro).
Possui capacidade para 2.500 alunos e conta com 24 salas de aulas, com 48 turmas, laboratório de química e de física, respectivamente, biblioteca, pavilhão polidesportivo, posto médico, refeitório e anfiteatro ao ar livre.

Tempo

Multimédia