Defendida valorização das línguas


6 de Setembro, 2016

Estudantes do Instituto Superior Politécnico de Ondjiva (ISPO), na província do Cunene, afirmaram, ontem, que as músicas interpretadas em línguas nacionais permitem preservar a identidade cultural angolana.

Em declarações à Angop, os estudantes defenderam que se deve prestar mais apoio aos vocalistas e instrumentistas da música tradicional no sentido de garantir-se a sua promoção e divulgação, uma das formas de resgatar valores culturas.
Cidália Bonifácio, estudante do curso Engenharia e Pecuária, disse que as músicas tradicionais representam os hábitos e costumes de um povo. Defendeu igualmente as danças tradicionais.
Benedito Xavier, estudante de Biologia, referiu que, nos dias de hoje, se nota que a música deveria ter uma maior divulgação, além da pesquisa.
Segundo Benedito Xavier, é importante valorizar as músicas tradicionais, porque nos identificam como um povo, “nos fazem distinguir de outras nações, daí que se deve divulgar mais, para o fortalecimento da unidade cultural de Cabinda ao Cunene.”
Por sua vez, António de Sousa, do curso de Enfermagem, é de opinião que se aposte mais na formação dos agentes culturais, para que possam promover mais acções de pesquisa, divulgação e transmissão à nova geração sobre particularidades das músicas e danças angolanas.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA