Cultura

Desespero inspira actores

Roque Silva |

O desespero de uma mulher para engravidar e a tomada de decisões sem procurar conselhos inspirou a criação da peça de teatro “Quero engravidar”, que é apresentada hoje, às 20h00, no Instituto Médio Politécnico Alda Lara, no distrito urbano da Maianga, em Luanda, pelo Colectivo de Artes Sol (CAS).

Desejo de engravidar é encenado no palco
Fotografia: José Soares| Edições Novembro

A peça, escrita por Walter Cristóvão, montada por Solange Feijó e estreada no último domingo na Liga Africana, retrata a vida de uma jovem rica e orfã, que procura candidatos a pai do seu filho.
Joana Margarida, de 35 anos, única herdeira e descendente de uma fortuna inestimável, procura engravidar a qualquer custo para dar continuidade ao nome da família após descobrir que tem pouco de vida.
À mesma foi diagnosticado um cancro maligno no útero e, por esse motivo decide procurar e gratificar um homem que doe o seu sémen, que, para tal, deve recolher requisitos estabelecidos por ela.
O anúncio de gratificação para a cedência do espermatozoide, feito no jornal oficial da cidade em que reside, movimenta aquela circusncrição. Vários são os pretendentes que tentam convencer Joana serem as pessoas certas para concretizar o sonho da herdeira órfã. />“A ideia dela também é deixar os seus bens com alguém do seu sangue, um filho gerado no seu ventre, porque só lhe restam um ano e dois meses de vida”, disse a encenadora.A personagem principal, papel representado por Filomena Manuela, não pretende assumir compromisso com nenhum homem para evitar mais sofrimento, uma vez que só lhe restam um ano e dois meses de vida.
Para o espanto de Joana Margarida, como pretendentes, aparecem homens de vários estratos sociais, como professores, atletas, artistas, mendigos e até um tio seu.
“Quero engravidar” é um espectáculo dinâmico, com muito drama e humor à mistura, criado com o objectivo de levar à reflexão questões sociais que obrigam as pessoas a agirem com calma. A peça foi seleccionada para ser apresentada na segunda edição do Circuito Internacional de Teatro, que acontece de 1 a 17 de Setembro, em Luanda.

Tempo

Multimédia