Cultura

Diplomata israelita quer fortalecer o intercâmbio

O embaixador israelita em Angola, Oren Rozenblat, defendeu, em Luanda, o reforço do intercâmbio cultural entre os dois Estados, com o intuito de impulsionar a divulgação das potencialidades culturais.

Embaixador incentiva artistas
Fotografia: Mota Ambrósio | Edições Novembro

Para o diplomata, que falava na  abertura  do  segundo  ciclo  de cinema  israelita em Angola, que  decorreu na semana passada, no Cinemax, os povos comunicam entre si através da via diplomática formal, mas o intercâmbio privilegia a via cultural destinada a partilhar os aspectos  culturais entre os dois países.
“O intercâmbio cultural representa um papel bastante importante nas relações entre Estados, pois permite divulgar as potencialidades culturais dos dois países”, afirmou o diplomata.
O embaixador afirmou que o seu sucesso baseia-se no facto de que os israelitas têm muitas realizações interessantes  para  promover, tal como Angola, razão pela qual se devem criar mecanismos para o reforço do  intercâmbio  cultural.
No segundo ciclo de cinema israelita em Angola são exibidos os filmes “Boneca de casamento” e “Zero motivação”, uma comédia, que retrata o quotidiano de uma unidade feminina de jovens soldados israelitas, localizada numa base remota no deserto.
As suas histórias e personalidades são apresentadas com humor e sagacidade. O segundo ciclo permite dar a conhecer a realidade do país, assim como incentivar o intercâmbio cultural entre os dois povos.

Tempo

Multimédia