Disco de jazz une duas gerações de artistas


27 de Setembro, 2014

Fotografia: AFP

Lady Gaga e Tony Bennett acabam de lançar um disco de jazz, “Cheek to Cheek”, no qual interpretam alguns dos maiores clássicos deste género.

Os dois, consagrados a nível mundial e com uma diferença de idade de 60 anos, formaram das duplas mais improváveis da música. No CD a diva da pop deixa de lado a imagem excêntrica para cantar melodias suaves com o elegante cantor.
A cerimónia de apresentação de “Cheek to Cheek” foi antecedida de um espectáculo, no Grand-Place de Bruxelas, no qual os artistas cantaram clássicos do jazz de Cole Porter e Duke Ellington.
“Quando comecei a compor para a indústria musical fiquei conhecida como a garota extravagante do centro de Nova Iorque, mas agora mostrei que posso explorar novas sonoridades e conquistar outros mercados”, afirmou a cantora.
Lady Gaga disse ter trabalhado bastante com Tony Bennett antes de entrar em estúdio. “Moldei a minha voz e cadência para estar mais próximo dp jazz. Viajei bastante e participei em muitos concertos”, referiu a artista de 28 anos, conhecida tanto pela música como pelas apresentações inovadoras.
“Sinto-me livre”, afirmou, segurando a mão do nova-iorquino e ponderando sobre os desafios do jazz antigo:
“Tony não aceita nada menos do que eu por inteiro”.
Os dois encontraram-se pela primeira vez em 2011 num concerto de solidariedade em Nova Iorque e pouco tempo depois gravaram uma versão do clássico “The Lady is a Tramp” para o álbum “Duets II”, de Tony Bennett.
Tony Bennett, conhecido como cantor de pop tradicional e jazz, é também um talentoso pintor e o fundador da Frank Sinatra School of the Arts de Nova Iorque. Até 2009 já vendera em todo o mundo 50 milhões de discos. Começou a cantar quando era jovem e participou na fase final de II Guerra Mundial como atirador do Exército norte-americano. Mais tarde, desenvolveu a sua técnica de canto e assinou com a Columbia Record.
Tony Bennett atingiu o apogeu no final da década de 1950 com álbuns como “The Beat of My Heart“ e “Basie Swings, Bennett Sings”. A sua carreira e vida pessoal sofreram uma desaceleração prolongada durante o auge do rock.
Lady Gaga, considerada a diva da pop, ganhou proeminência como artista em 2008, com o lançamento do álbum de estúdio de estreia, “The Fame”. O disco, bem aceite pela crítica, foi um sucesso comercial e atingiu o número um no Reino Unido, Canadá, Áustria, Alemanha e Irlanda.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA