Dramas na Liga Africana

Roque Silva
10 de Abril, 2015

Fotografia: Kindala Manuel

Conflito de gerações nas comunidades, alternância do poder e preservação do amor  são temas da peça “O Reino da Desigualdade” apresentada hoje às 18h30 na Liga Africana, Luanda, pelo grupo de Teatro Vozes de África, do Huambo.

O espectáculo, enquadrado no Festival de Teatro da PAZ (FESTEAPAZ), conta a história de um Reino, no qual o filho do soberano, Mbakassi, mata o pai para chegar ao poder, mas depois há uma revolta e um conflito de gerações que leva a população a pedir ao novo monarca que abdique. O grupo de Teatro Vozes de África, vencedor em 2001 do Prémio Nacional de Cultura e Artes, foi fundado em 1998. Entre os espectáculos que representa contam-se “O Genro da Humanidade” e “Choque que Mata Homem”.
O grupo Vozes de África, que também se dedica à música e dança, realiza anualmente desde 2008 o Festival Inter-Provincial de Teatro do Huambo.

Relacionamentos

O grupo de teatro Horizonte Njinga Mbande apresenta hoje às 21h00, na segunda sessão do FESTEAPAZ, a peça “O Namoro”, que faz uma reflexão sobre o namoro na actualidade.
A companhia tem várias participações em festivais internacionais de teatro, como é caso do Festival de Teatro de Língua Portuguesa (FESTLIP).
“Uanga, Feitiço”, adaptação do livro homónimo de Óscar Ribas, e “Lueji”, inspirado no romance de Pepetela, são alguns dos espectáculos de referência do grupo, que é dos mais antigos do país. O festival termina no domingo com  a apresentação das peças “Marcas do Passado”, pelo Etu Lene e “Manana”, pelo Protevida.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA