Cultura

Dramaturgia nacional leva actores a Benguela

Roque Silva

O Cine Monumental, em Benguela, acolhe a partir de hoje até domingo o Festeb-Festival Provincial de Teatro, com a participação de 12 grupos, envolvendo 150 actores.

Fotografia: DR

Os grupos representam oito províncias, e vai ser aberto pelo Núcleo Monumental de Teatro, com a peça “O fantasma da ex-namorada”, às 19h00. Ainda no dia da abertura, o colectivo 5 de Julho, de Benguela, exibe uma hora depois, “De gente a serpente”, seguido do Projecto Vela An-gola, de Luanda, com a peça “Lupulo”. Antes da exibição teatral vai ser realizada uma palestra sobre “A história da província de Benguela”.
O festival tem carácter competitivo, e durante os quatro dias as peças são em diversos géneros: comédia, tragédia e drama.
A mentora do festival,  Fáti-ma Alexandre, do colectivo Tweyadisse  que vão  ser distinguidos o melhor espectáculo, grupo revelação, melhor dramaturgia, melhores actor e actor revelação. Participam ainda os grupos Nova Lua Teatro, do Cuanza Sul, Elian-djo, do Huambo, Monte Sinai, Imbondeiro, Amor a Arte e Amazonas, de Luanda, Ondjila, da Huíla, NAEP, do Cuan-do Cubango e Olombangui, do Bié.

Festival Etimba Fest
Músicos nacionais da antiga e nova gerações animam a província de Benguela a partir de hoje até domingo, com vários concertos enquadrados na terceira edição do Etimba Fest, que se realiza no Museu da Arqueologia.
Botto Trindade, a representar a antiga geração, vai trocar experiências musicais de mais de três décadas de carreira, tanto em palco, como nos bastidores, com músicos da nova vaga, muitos deles com carreiras já consolidadas no meio artístico nacional e internacional.

Tempo

Multimédia