Edição portuguesa lançada na capital


16 de Dezembro, 2015

A  versão portuguesa do livro “A Sombra de Imana”, da costa-marfinense Véronique Tadjo,  sátira ao genocídio de 1994 no Ruanda,  é apresentado na sexta-feira às 18h00 na sede da União dos Escritores Angolanos UEA), Luanda, por Luís Kandjimbo.

A UEA refere num comunicado que a versão em português é apresentada em Angola 15 anos após ter sido publicada  a original em francês e que a obra é reflexo de uma da escritora ao Ruanda depois do genocídio.
O comunicado menciona Luís Kandjimbo que considera o livro “uma narrativa fragmentária baseada em experiência íntima e pessoal da observação directa de factos que constituem representações de uma história trágica recente feita de acontecimentos que são a expressão de uma das mais abomináveis manifestações da geografia do mal no continente africano”.
“A estrutura fragmentária da narrativa é, em si mesma, uma epifania da potência devastadora do mal que parece impregnar a construção ficcional do modelo idealizado por Véronique Tadjo”, afirma o escritor Luís Kandjimbo.
O apresentador da obra sublinha que “ao longo de uma centena de páginas, Véronique Tadjo percorre lugares, territórios, espaços sociais e imaginários do Ruanda.
Véronique Tadjo, que é autora de uma dezena de livros de poesia e contos para crianças, foi distinguida  em 1985, pelo conjunto da obra, com o “Prémio Bigblack”.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA