Editor incentiva pesquisa

Mário Cohen |
19 de Julho, 2014

Fotografia: Domingos Cadência |

O editor brasileiro Roberto Leal pediu, na quinta-feira, em Luanda, para os escritores, em especial os jovens, se manterem actualizados sobre o mundo literário e melhorarem o seu vocabulário.

O editor, que foi o convidado de mais uma edição da iniciativa “Café Literário”, falou sobre “Os desafios da nova produção da literatura contemporânea brasileira” e realçou que a falta de investigação está a tornar os jovens escritores mais “pobres” culturalmente. “Um escritor com fraca fluidez de vocabulário, dificilmente consegue publicar bons livros”, disse.
O editor aproveitou a palestra para apresentar o seu novo livro “C’alô & Crónicas Feridas”, sobre o relacionamento de uma milionária de origem judia e um rapaz pobre. O livro foi apresentado pelo escritor John Bella.
A cerimónia serviu ainda para realizar uma sessão de venda de alguns livros da editora brasileira Òmnira.
Roberto Leal disse que vai manter um encontro com alguns autores nacionais, na União dos Escritores Angolanos (UEA). Além deste encontro, informou que também pretende visitar outras províncias e falar com os seus escritores.
Presidente da União Baiana de Escritores (UBESC), Roberto Leal nasceu em Salvador, a 29 de Abril de 1962. O editor tem mantido um abrangente intercâmbio com escritores contemporâneos de países de língua portuguesa, através da revista Òmnira.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA