"Elas Expõem" no Memorial

Mário Cohen |
19 de Novembro, 2015

Fotografia: Paulino Damião

O projecto artístico “Elas Expõem” regressa outra vez, hoje, às 18h00, no Memorial António Agostinho Neto, em Luanda, numa exposição colectiva de arte reservada às mulheres, em homenagem aos 40 Anos de Independência Nacional.

As obras seleccionados, entre trabalhos de pintura, escultura, cerâmica, fotografia, tecelagem e tapeçaria, representam, para Erika Jâmece, uma das responsável do projecto,  uma  demonstração da  emancipação  feminina nas belas-artes. O projecto é dirigido pelas artistas Leda Baltazar, Patrícia Cardoso e Roxana Moreno.
Erika Jâmece adiantou que, apesar da existência de projectos como “Elas Expõem”, é preciso haver uma maior aposta no domínio das artes, particularmente aquela feita por mulheres. “Existem muitas mulheres com talento para vencer no mercado nacional e no internacional, porém, devido ao pouco interesse de alguns empresários, elas não têm oportunidade de mostrar o seu talento.”
Esta edição de “Elas Expõem”, acrescentou, traz ainda trabalhos de duas gerações, com destaque para os de artistas como Filomena Coquenão, Margarida Dias Campos, Natália Dombaxi, Zélia Duarte e Sevetânia Perreira, que contam, nas suas criações, o que representam os 40 anos de Independência Nacional. “São perspectivas diferentes, que mostram um pouco das aflições femininas e de toda a sociedade ao longo destes anos.”
Para além das antigas integrantes do projecto foram também convidadas outras que têm despontado no mercado, como Fineza Teta, vencedora do prémio ENSA-Arte de Pintura, em 2014. “Queremos não só diversificar na temática dos trabalhos, como também trazer mais mulheres para as artes, dando a possibilidade das jovens dividirem um espaço com as consagradas e assim obterem experiência”, disse.
O objectivo, acrescentou Erika Jâmece, não é só dar mais visibilidade às mulheres criadoras, mas também conquistar um espaço maior no mercado. Para esta exposição foram convidadas 30 artistas, que utilizaram diferentes técnicas como acrílico e óleo sobre tela.
“Outro propósito para este número de artistas é o de promover o intercâmbio entre as duas gerações de criadoras, que podem dar ao público duas perspectivas diferentes sobre os 40 anos da Independência Nacional.”
O projecto artístico “Elas Expõem” foi criado em 2014, na Academia BAI, com o objectivo de dar mais espaço às artistas angolanas. Um mês depois o projecto foi apresentado em Portugal, como uma forma de mostrar  o potencial das criadoras além-fronteiras.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA