Enchente no Centro Cultural Português


21 de Agosto, 2016

Fotografia: AFP

Centenas de jovens e adolescentes lotaram, sexta-feira, em Luanda, o Camões-Centro Cultural Português, na cerimónia de abertura da 13ª edição do Festival Internacional de Banda Desenhada e Animação “Luanda Cartoon”.

A abertura serviu para a inauguração da grande exposição e lançamento de dois livros de banda desenhada (BD). O festival, que se estende até dia 26, decorre sob o lema “Reflexão e Superação”.
A sua promoção visa reflectir sobre o estado da banda desenhada em Angola e descobrir novos talentos. Em declarações à Angop, Lindomar de Sousa  considerou que o  público superou  a  expectativa, comparativamente às outras edições, o que leva a organização do festival a prever nas próximas edições um outro espaço com capacidade de acolher maior número de pessoas.
“Para nós organização, o público surpreendeu-nos. Por este facto, vamos nos próximos certames melhorar este aspecto da acomodação”, disse o cartoonista e porta-voz do festival. Esta edição conta com a presença do autor franco-brasileiro Eduardo Pinto Barbier e João Medina, artista  português, entre  outros  convidados. No  âmbito  do  festival, vão ser realizadas várias actividades, com destaque para a inauguração da exposição central do Luanda Cartoon, palestras, conferência sobre o argumento e desenvolvimento de personagens e vários filmes de curta duração.
O Festival Luanda Cartoon tem como objectivo reflectir sobre o estado da banda desenhada em Angola, descobrir novos talentos, conquistar novos leitores e criar um espaço onde se possa discutir tudo sobre o cartoonismo. Tem o apoio da Alliance Française de Luanda, do Centro Cultural Português Camões, do Centro Cultural Brasil Angola e da Fundação Japonesa.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA