Encontro em Cabo Verde para falar da escravatura


23 de Fevereiro, 2015

Fotografia: Reuters

Os caminhos e as consequências da escravatura na História de Cabo Verde e as estratégias de reapropriação da memória deste fenómeno pela sociedade cabo-verdiana foi o tema de uma mesa-redonda realizada na cidade da Praia. 

A mesa-redonda serviu para dar aos cabo-verdianos a oportunidade de um debate entre especialistas da escravatura, durante o qual foram abordados tópicos como o tráfico de escravos, as relações de trabalho, as trocas culturais e as dinâmicas sociais, familiares e afectivas ocorridas na sociedade escravocrata, que marcaram e modelaram as estruturas profundas da sociedade de Cabo Verde.  
A mesa-redonda serviu também para mostrar os contributos da comunidade científica que estuda a escravatura e o tráfico de escravos, particularmente a comunidade académica, no sentido de reforçar os esforços de valorização do património histórico de Cabo Verde. A Organização das Nações Unidas para a Ciência e Cultura (UNESCO) esteve representada por Aly Moussa Iyé, Chefe da Secção de História e Memória para o Diálogo, que é também o director do projecto “Rota dos Escravos”. O encerramento da mesa-redonda representou o fim das comemorações do 20º aniversário do projecto da UNESCO “Rota dos Escravos”.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA