Enigma apresenta “A Raiva”

Manuel Albano |
28 de Novembro, 2014

O grupo Enigma Teatro, vencedor do Prémio Nacional de Cultura e Artes deste ano, nesta disciplina, apresenta, amanhã e domingo, às 20h00, na Liga Africana, em Luanda, o espectáculo “A raiva”.

A comédia, com a duração de uma hora, aborda alguns dos problemas que têm ocorrido de forma sucessiva na sociedade angolana, como a sinistralidade rodoviária, o consumo excessivo de álcool e o aumento da delinquência.
O director do grupo disse ao Jornal de Angola que temas como a violência doméstica, os crimes passionais, o racismo e a xenofobia também são abordados no espectáculo. “São alguns fenómenos que Luanda tem estado a registar com frequência, em especial entre os jovens”, disse, ontem, Tony Frampênio. O espectáculo, interpretado por oito actores, apresenta ainda uma reflexão sobre o comportamento humano. “A  Raiva”, destacou, busca especialmente explorar estes problemas sociais a partir do drama de uma família pobre, que reside num subúrbio de Luanda.
Para o director do grupo, representar o país na 6ª edição do Festival Internacional de Teatro de Língua Portuguesa (FESTILIP), no Rio de Janeiro, e o Prémio Nacional de Cultura e Artes, na categoria de Teatro, foi o coroar dos vários anos de trabalho pela melhoria das artes cénicas.
Fundado em 1987, o Enigma Teatro foi também o vencedor do prémio Cidade de Luanda, em 2010, com “A raiva”. Neste mesmo ano e com a mesma peça venceu igualmente o Festival Internacional  de Teatro  do Cazenga.
   O grupo já apresentou as peças “Na corda bamba”, “De Luandinha a Luanda para Luandão”, “Apaixonados por Engano”, “A Grande Questão” e “Sujeito e Azarado”.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA