Entrega de obras literárias decorre até ao fim do mês

Roque Silva |
19 de Janeiro, 2016

As candidaturas para o Prémio Literário da União das Cidades Capitais de Língua Portuguesa (UCCLA), denominado “Novos Talentos, Novas Obras em Língua Portuguesa”, destinado a promover e divulgar a literatura em língua portuguesa, decorrem até ao dia 31.

A iniciativa conta com a parceira do Movimento 2014 e a editora A Bela e o Monstro, e admite candidaturas de concorrentes singulares, de qualquer nacionalidade, com idade acima aos 16 anos.
A atribuição de prémios a menores de 17 anos, caso seja o vencedor, fica sujeita à entrega de uma declaração de aceitação pelos respectivos encarregados de educação.
O Prémio Literário tem por o objectivo estimular a produção de obras literárias de novos escritores e tem um jurado constituído por representantes da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa, excepto Moçambique e Guiné Bissau.
A apresentação do prémio teve lugar em Julho passado, no Palácio Foz, em Lisboa.
Vítor Ramalho, secretário-geral da União das Cidades Capitais de Língua Portuguesa, lembrou o trabalho desenvolvido nas edições passadas em prol da valorização da língua portuguesa com a realização periódica, nos países membros, dos Encontros de Escritores de Língua Portuguesa, em Luanda e em Natal, no Brasil.
A próxima edição vai decorrer de 1 a 3 de Fevereiro, na cidade da Praia, em Cabo Verde. Trata-se de um encontro que contribui para o diálogo e enriquecimento recíproco entre escritores dos diferentes continentes. A presença de escritores representativos de vários países, disse, permitiu alargar a base de intervenção dos PALOP cujo objectivo é premiar o mérito dos autores de língua portuguesa.
Na mesma ocasião, José Ribeiro e Castro, do Movimento 2014, afirmou que o prémio é uma forma simples de assinalar o futuro (da língua portuguesa) através da selecção de novos talentos e dando a conhecer novas obras.
Recordando os 800 anos da língua portuguesa e o testamento de D. Afonso II (datado de 1214), como o documento mais antigo escrito em língua portuguesa, referiu que a União das Cidades Capitais de Língua Portuguesa é “uma instituição precursora do espaço da CPLP”.
José Ribeiro e Castro defendeu, ainda, a ideia do Prémio Literário UCCLA ser designado por “Maria Barroso”, por se tratar de uma “mulher da literatura, da língua portuguesa, uma mulher do teatro, da poesia” e para ser uma “figura de referência de um prémio da nossa cultura”.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA