Escola das artes fomentam cultura


18 de Março, 2015

Fotografia: Dombele Bernardo

O governador provincial de Luanda, Graciano Domingos, considerou, em Luanda, que o  funcionamento do Complexo das Escolas de Arte (Cearte) é uma mais-valia no processo de afirmação, preservação e divulgação da cultura nacional.

Durante o acto de abertura do Ano Lectivo, o primeiro das novas instalações, Graciano Domingos considerou que o rigor académico vai auxiliar no desenvolvimento do país.
Desta forma, disse, vai-se evitar o amadorismo e o empirismo nas artes, permitindo assim profissionais idóneos nas distintas áreas.Referiu que a cultura deve ser ensinada à juventude, porquanto ensinando-as se eterniza e se assegura a transmissão da identidade nacional às gerações vindouras.
“A cultura está enraizada no povo, mas ela deve ser ensinada para se perpetuar, caso contrário, com o tempo, desaparece”,  disse. Por sua vez, o secretário de Estado da Cultura, Cornélio Caley, referiu que o surgimento do Complexo das Escolas de Arte vai \"cientificar inúmeras acções de carácter cultural até então levadas a efeito de forma empírica pelos seus autores\".
Na sua opinião, os docentes devem aprimorar cada vez mais os níveis de aprendizagem, apostando na contínua actualização técnico-artística nas áreas em que actuam. “Os professores devem interagir permanentemente na troca de conhecimentos, de forma a aprimorarem e superarem as debilidades.\" Encorajou os estudantes a empenharem-se, no sentido de aproveitarem o máximo de conhecimentos adquiridos ao longo da formação.As instalações do Complexo das Escolas de Arte, disse Cornélio Caley, terão valor de acordo com os resultados dos seus utilizadores, \"assegurando uma pedra histórica sobre a qual assenta o futuro das gerações vindouras\".
O secretário de Estado reconheceu a existência de dificuldades que a área artística enfrenta, particularmente na aquisição de material didáctico.  O director Nacional de Formação Artística, António Dias dos Santos (Kidá), disse que o Complexo das Escolas de Arte vai ajudar os criadores a tornarem-se cada vez mais profissionais.Falou da importância da profissionalização para os artistas poderem ser reconhecidos como acontece com outras profissões.
Após a formação, explicou, os estudantes vão continuar os estudos no Instituto Superior de Artes. “Não podemos  permitir que as pessoas pratiquem arte de uma maneira empírica”, afirmou.Neste ano lectivo, o Complexo das Escolas de Arte tem inscritos 244 estudantes.
Localizada no Bairro da Camama, Município de Belas, a instituição alberga as Escolas Médias de Artes Visuais e Plásticas, de Dança, de Música, de Teatro e de Cinema. Concebida para 20 salas de aulas, o Complexo das Escolas de Arte dispõe de uma biblioteca, um internato para 164 alunos, um auditório com 300 lugares e um pavilhão polidesportivo. O Complexo das Escolas de Arte tem ainda um anfiteatro ao ar livre com 400 lugares, um laboratório de informática, um laboratório para práticas de Física  e Química.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA