Escolas de Arte promovem a criação nacional

Mário Cohen |*
7 de Janeiro, 2015

O director da Escola Nacional de Música, Gaspar Agostinho Neto, afirmou, em Luanda, que o Complexo das Escolas de Arte (CEARTE) é importante para os artistas poderem estudar, conhecer técnicas modernas e para fazer pesquisas.

Em declarações à imprensa na inauguração do complexo escolar, em Camama, Luanda, o responsável garantiu que os alunos vão poder desenvolver pesquisas, apresentações e outros projectos artísticos.
Gaspar Agostinho Neto realçou que a música nacional tem estado a evoluir satisfatoriamente, e que o CEARTE é um contributo para que os criadores possam conhecer e estudar técnicas modernas e tradicionais.
“Os nossos artistas vão poder melhorar aqui a sua capacidade de execução, já que vão aliar o talentoà técnica, e com este suporte intelectual e científico, que antes não tinham, a cultura nacional sai a ganhar”, afirmou.
O secretário-geral da União Nacional dos Artistas Plásticos (UNAP), Etona, disse que a abertura do Complexo de Escolas de Arte vai ajudar os artistas plásticos a produzir obras de mais qualidade.
Etona explicou que o CEARTE vai formar artistas e capacitar pessoas para que tenham uma visão na apreciação de obras de arte. “Esta escola é para todos que queiram aumentar os seus conhecimentos sobre a arte nas várias modalidades artísticas”, disse, acrescentado que em cada província deve existir uma escola de arte, para ajudar na formação artística dos jovens e adolescentes.
Acrescentou ainda que os jovens artistas têm agora mais possibilidades de obterem conhecimentos científicos e académicos, para desenvolverem as suas artes e, no futuro, serem bons artistas e apresentarem trabalhos com qualidade.
A UNAP vai trabalhar no sentido de acompanhar a dinâmica da escola porque “a formação é sempre bem-vinda para qualquer indivíduo. Com este Complexo de Escolas de Arte, o país e a sociedade saem ganhar”.

Cinema e música

O realizador Astruba Rebelo, presidente da Associação Angolana de Profissionais de Cinema disse que o CEARTE é extremamente importante para o desenvolvimento das artes em Angola, uma vez que o país há muito precisava de escolas especializadas.
Astruba Rebelo disse que o complexo é uma mais-valia para as gerações vindouras que vão beneficiar de formação especializada, nos vários domínio da arte.  A sociedade ganha muito com a inauguração deste complexo, principalmente os artistas ligados às artes visuais e plásticas, dança, música, cinema e teatro.
Belmiro Carlos, secretário-geral da União Nacional dos Artistas e Compositores afirmou que a abertura do CEARTE é bem-vindo porque vai colmatar o vazio que existia em termo de formação artística. De acordo com Belmiro Carlos as Escolas de Arte vão ajudar muito no desenvolvimento de formação dos jovens na área profissional e artística, pois “é bom que o país tenha boas escolas básicas de formação artística e profissional”.

Cursos básicos

Belmiro Carlos louvou o facto do país dispor de escolas médias de arte, tendo reconhecido que “devemos começar da base com cursos básicos em todas das modalidades artísticas”.
O Complexos das Escolas de Artes está localizado na zona de Camama e alberga as escolas médias de Artes Visuais e Plásticas, de Dança, de Música, de Teatro e de Cinema.
O complexto escolar tem 20 salas e vai receber 2.500 alunos. Tem uma biblioteca, um internato para 164 alunos, um auditório com 300 lugares e um pavilhão polidesportivo.

* Com Angop

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA