Cultura

Escritor defende abertura de mais livrarias e feiras

O escritor João Tala defendeu, sexta-feira, em Luanda,  o surgimento de mais livrarias e feiras do livro, por formas a permitir que os jovens adquiram maior conhecimentos e hábitos de leitura. 

Fotografia: Edições Novembro

João Tala  fez  esse apelo  na segunda edição do programa “Textualidades - Conversa com os Leitores”, realizada no Memorial Dr. António Agostinho Neto (MAAN), onde  manifestou preocupação pelo encerramento de algumas livrarias, em Luanda, que no seu entender deviam ser reabertas, assim como a criação de mais feiras do livro em todo o país.
O  escritor  lembrou  que na década de 1980 havia  inúmeras livrarias em funcionamento  em Luanda , “a Lello encerrou, a Mestria também, situação que deve ser invertida para o bem da literatura”, aflorou.

 

Tempo

Multimédia