Escritora defende a criação de um plano de literatura


16 de Junho, 2015

Fotografia: DR

A escritora Cremilda de Lima defendeu, ontem, em Luanda, a necessidade da criação de um plano nacional de literatura que permita aos alunos estudarem obras de autores nacionais nas primeiras classes, como forma de incentivo à leitura.

Ao falar sobre o estado da literatura infantil, Cremilda de Lima informou que este plano leva  as crianças  a estudarem os escritores infantis desde muito cedo, para  desenvolverem o gosto pela literatura e conheçam a biografia dos escritores angolanos.
Sugeriu que neste plano nacional de literatura, além das crianças estudarem os livros infantis durante o ano lectivo,  sejam também fornecidas fichas para descreverem as estórias e para as crianças  realizarem montagem de peças de teatro para maior compreensão dos textos.
Cremilda de Lima é autora dos livros “A Colher e o Génio de Canavial”, “A Kyanda e o Barquinho de Fuxi”, “O Maboque Mágico”, “O Embondeiro que Queria ser Árvore da Natal”, “A Missanga e o Sapupo”, “O Nguiko e as Mandiocas”, “A Velha Sanga Partida” e “Mussulo uma Ilha Encantada”.
Por outro lado, considerou que o Jardim do Livro Infantil, organizado anualmente pelo Ministério da Cultura, tem sido uma mais-valia para a divulgação das obras infantis e a interacção entre os autores e leitores. O Jardim Infantil decorre entre 25 e 28 em todo país, com o intuito de promover um encontro íntimo entre escritores, crianças e encarregados de educação, permitindo a troca de ideias entre ambos, para além de facilitar  o lançamento de novas obras.
Cremilda de Lima adiantou que esta feira, que vai na sua nona edição, dá uma outra dinâmica ao processo de expansão da literatura infantil. Aconselhou aos pais e encarregados de educação a levarem os filhos à feira para que muito cedo aprendam a gostar da leitura e a preservar os livros.
“Mais agentes culturais devem associar-se  ao evento, para que no futuro seja uma festa maior, com mais actividades que incentivem cada vez mais as crianças ao gosto pela leitura e pelo livro”, realçou.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA