Cultura

Escritores da CPLP na Biblioteca Nacional

Manuel Albano |

“Autores da CPLP” é o tema de uma exposição de obras literárias patente, desde ontem, na Biblioteca Nacional, para assinalar o 23 de Abril, Dia Mundial do Livro e do Direito de Autor.

Alunos do Ensino Geral recebem oferta de livros em Luanda
Fotografia: João Gomes | Edições Novembro

A exposição, com 200 livros, encerra sexta-feira, e no acto de inauguração estiveram alunos da escola 2004, do distrito da Maian-ga, cada um recebeu a oferta de um livro, além de terem dialogado com o director da Biblioteca nacional, João Pedro Lourenço.
À margem da exposição  a Biblioteca Nacional ofereceu um “kit” de livros ao estudante Francisco Luís,  do curso de Enfermaria, do Instituto Superior de Ciências da Saúde (ISCS), por ser um dos estudantes que mais frequenta a Biblioteca Nacional. João Pedro Lourenço adiantou que existe um projecto, desde 2013, denominado Biblioteca nas Escolas cujo objectivo é promover e incentivar o hábito de leitura nas instituições de educação, através de concursos de redacção, em que os melhores participantes são premiados com livros.
A Biblioteca Nacional de Angola recebe anualmente 150 mil usuários, na maioria estudantes, números que tende a crescer nos próximos anos, de acordo com o director da instituição.
 Referindo-se dos projectos para implementação este ano, mencionou o atendimento personalizado, facilidade e a diversidade das obras, entre as novidades que a Biblioteca Nacional vai oferecer aos leitores.
Acrescentou que a procura dos serviços é feita mais por estudantes com idades compreendidas entre os 18 e 25 anos, sob orientação de professores do ensino geral. A Biblioteca Nacional de An-gola possui um acervo de mais de 200 mil livros disponíveis, duas salas de leitura, cada uma tem a capacidade de 50 lugares, e um “cyber ” com seis computadores.
Com o surgimento, em 2011, do Decreto 270/11, que, em termos legais, criou  a Rede Nacional de Bibliote-cas Públicas, o decreto define que as bibliotecas provinciais e municipais tenham um acompanhamento metodológico, através do Ministério da Cultura e da Bibliote-
ca Nacional.

Tempo

Multimédia