Estúdio estabelece acordo para criar parque temático


16 de Outubro, 2014

Fotografia: Divulgação

A Universal Studios anunciou ter fechado um acordo para abrir um parque temático de 3,3 mil milhões de dólares em Pequim, após um esforço de 13 anos para entrar no ascendente mercado de entretenimento da China.

Operadores de parques temáticos nos EUA procuram construir na China, que tem poucos parques de alta qualidade e onde as receitas desses locais têm crescido rapidamente, à medida que os cidadãos gastam mais em entretenimento e viagens.
O parque Pequim Universal, a ser desenvolvido em conjunto com a empresa estatal Beijing Tourism Group, vai ter atracções com temas chineses, além de atractivos ocidentais bem conhecidos como a série Harry Potter.
Tom Williams, chefe-executivo da Universal Parks and Resorts, disse em conferência de imprensa em Pequim que o parque também vai atrair visitantes de fora da China, e o famoso realizador Steven Spielberg disse em vídeo que está pronto para participar na elaboração do projecto do local.
“Há uma Disneylândia em Hong Kong, mas não há nada equivalente de qualidade a uma atracção turística na China continental ainda”, disse James Roy, da empresa de pesquisa China Market Research Group. “É uma chance de ser muito bem sucedido.”
A Universal vai concorrer contra a Walt Disney, que está a construir um parque temático de 4,4 mil milhões de dólares que vai ficar completo no ano que vem, assim como um complexo de entretenimento de 3,1 mil milhões da DreamWorks Animation e de parceiros chineses que deve ficar pronto até 2016. Ambos os parques vão ficar em Xangai.
A Universal não quis comentar sobre uma possível data de inauguração, mas um jornal local disse que a abertura deve acontecer em 2019. A Universal Studios é parte da NBCUniversal, uma empresa de média e entretenimento do grupo de telecomunicações Comcast (CMCSA.O: Cotações). A empresa já opera quatro parques temáticos - em Los Angeles, Orlando, Osaka e Singapura.
A Comcast registou uma receita de parques de mil milhões de dólares em 2013.
A Universal e a Beijing Tourism Group (BTG) vão criar duas companhias conjuntas para construir e gerir o projecto. A BTG vai ter 70 por cento da empresa de construção, enquanto a Universal terá 70 por cento da empresa que vai administrar a unidade.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA