Exaltados os feitos do seu homólogo


19 de Maio, 2016

Fotografia: JA

A ministra da Cultura, Carolina Cerqueira, endereçou uma mensagem de condolências ao Governo da República Democrática do Congo (RDC), pela morte do seu homólogo Baudoiun Banza Mukalay Sungu, ministro da Cultura e das Artes.

Carolina Cerqueira expressou ser “com profunda dor e consternação que tomamos conhecimento da morte de Baudoiun Banza Mukalay Sungu, ministro da Cultura e das Artes da RDC, ocorrida dia 14 deste mês, em Kinshasa, vítima de doença”.
A ministra considerou o seu homólogo como homem de cultura. “Baudoiun Banza Mukalay Sungu contribuiu, ao longo da sua vida, com o seu saber na afirmação, divulgação e valorização da cultura africana”. O governante congolês também foi jornalista, função que exerceu em 1977, no Jornal “Mjumbe”, e referiu que Baudoiun Banza Mukalay Sungu, como de diplomado em Literatura Francesa, “deu o melhor de si em prol da cultura e arte africana, tendo, sempre, como foco a africanidade”.
Nascido em 1953, Baudoiun Banza Mukalay Sungu exerceu os cargos de ministro da Cooperação Internacional e ministro da Juventude e Desporto. “Neste momento de dor e consternação o Ministério da Cultura associa-se a dor da família do malogrado e da classe artística da República do Congo”, refere a ministra Carolina Cerqueira.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA