Cultura

Exposição "Cores de uma memória" na Casa Njnga A Mbande

“Cores de uma memória” é o título da exposição colectiva a ser inaugurada hoje, às 18 horas, na Casa da Cultura Njinga a Mbande, localizada no bairro Nelito Soares, no Distrito do Rangel, em Luanda.

Obras de Cristiano Mangovo fazem parte da exposição
Fotografia: Paulino Damião |Edições Novembro

Enquadrada nas celebrações do 4 de Fevereiro, dia do início da Luta Armada de Libertação Nacional, a exposição conta com a participação dos artistas plásticos Cristiano Mangovo, Walter Pataca, Fineza Teta, Imany Silva, Heitor Paulo, Mawete, Serafim, Leonete Galiano e Dom Sebas Cassule. A exposição “Cores de uma memória” fica patente até 11 deste mês e visa expressar nas telas o heroísmo dos nacionalistas durante o período colonial e as suas repercussões sociais no presente, e os hábitos e costumes dos angolanos.
No dia 4 de Fevereiro de 1961, nacionalistas angolanos desencadearam um ataque à Cadeia de São Paulo e à Casa de Reclusão, em Luanda, dando início à Luta Armada de Libertação Nacional.

Tempo

Multimédia