Cultura

Exposição é inaugurada à noite no Memorial

A exposição colectiva dos artistas plásticos Mumpasi Meso e Ricardo Kapuka, intitulada “Mu Seke”, é inaugurada hoje, às 18h30, na galeria do Memorial Dr. António Agostinho Neto, e fica patente até 28 de Novembro.

Obras de Mumpasi Meso e Ricardo Kapuka em exposição
Fotografia: Edições Novembro

A mostra está inserida na segunda edição do projecto “Pop-up Mashu-up”, uma iniciativa do Espaço Luanda Arte (ELA) que mistura o conceito de pop-up, algo que abre por curta duração num local, e mash-up, que é criada a partir da mistura de dois ou mais temas pré-existentes de forma a serem fundidos.
Num comunicado de imprensa da AM-ARTE, o director do Espaço Luanda Arte, Dominick Tanner, refere que o projecto, na sua segunda edição, procura desconstruir conceitos e reconstruir matéria em forma de Mu Seke no Memorial António Agostinho Neto, através do trabalho de dois artistas convidados que, por cima da chapa e da madeira, irão (re)criar obras em conjunto e em separado, em complemento e em conflito um com o outro.
“Como activistas das ruas deste Mu Seke, do seu imaginário, com pouca ou nenhuma ideia pré-concebida, durante quatro semanas, sem horários, os artistas terão experimentado novas técnicas, e escrito novas narrativas nesta residência do Mu Seke”, sublinha Dominick Tanner.
Meso Capinga Mumpasi nasceu na província do Zaire, em 1984. A sua inspiração para as artes surgiu do pai, o pintor Za Meso Mumpasi, com quem aprendeu pintura de mosaico sobre pedra. Em 2009, licenciou-se em Pintura pela Academia de Belas Artes de Kinshasa, na República Democrática do Congo (RDC).
Ricardo Kapuka nasceu na Catumbela, em 1976, onde vive e trabalha. Este auto-didacta das artes plásticas residiu em Portugal de 1994 a 2009. Entre 1998 e 2002 fez parte da juventude do Colectivo de Artistas Plásticos de Almada IMARGEM, tendo participado em diversas exposições colectivas em Portugal. Em 1987, fez a primeira mostra na delegação da TPA de Benguela.

Tempo

Multimédia