Cultura

Fadistas em Angola no Festival Caixa Luanda

A programação da  terceira edição do Festival Caixa Luanda, que se realiza no próximo dia 26, no Cine Atlântico, em Luanda, estendeu-se a Benguela, com a inserção de uma tertúlia para conectar músicos locais ao universo do fado.

Cantora Anabela Aya é uma das representantes do país
Fotografia: Kindala Manuel | Edições Novembro

Seguindo a tradição, o Festival Caixa Luanda vai trazer o melhor do fado português à capital angolana. Intérpretes como Camané, Kátia Guerreiro, Marco Rodriguez, Maria Ana Bobone, Filipa Cardoso e José Gonçalvez, são os nomes confirmados.  Ary e Anabela Aya são as representantes de Angola, transformando o festival numa grande festa de celebração das culturas angolana e portuguesa.
Após as anteriores edições de sucesso do Festival Caixa Luanda, este ano vai ser lançado o Festival Caixa Benguela,  no dia 28 de Outubro, no Cine Kalunga. Benguela junta-se assim a Lisboa, Porto e Luanda, tornando-se na quarta cidade a ser palco desta iniciativa, que já é tradição de música e cultura.
Ambos os espectáculos estão abertos a partir das 19h30, com atracções   e  opções gastronómicas oferecidas em “tasquinhas” , remetendo para o universo fadista.
O momento de grande integração com músicos da terra vai ser no dia 25 de Outubro, um dia antes da primeira apresentação, quando vai ocorrer uma tertúlia sobre as influências da música africana no fado e do fado na música angolana. O evento realiza-se no Camões- Centro Cultural Português, em Luanda.
O presidente da comissão executiva do Banco Caixa Geral Angola, Fernando Marques Pereira, realçou a importância do investimento na cultura e afirmou que “o Festival Caixa Luanda e o Festival Caixa Benguela vão oferecer ao público dois momentos impares na celebração da música, da cultura e dos laços que unem Angola e Portugal”.

Tempo

Multimédia