Cultura

Falta de infra-estruturas empobrece a província

Carlos Paulino | Menongue

A falta de um museu, um centro cultural e uma biblioteca na província do Cuando Cubango, contribui negativamente para a perda de valores históricos e culturais, afirmou, segunda-feira, em Menongue, a ministra da Cultura.

Fotografia: Edições Novembro

meEm visita de trabalho no Cuando Cubango, Carolina Cerqueira manifestou-se preocupada com a inexistência dessas instituições na província, sendo uma das consequências da guerra que assolou o país.
“Estamos aqui para ouvir propostas do governo e dos artistas para analisarmos e darmos respostas no âmbito do Programa Nacional de Desenvolvimento, afim de criarmos um quadro propício para o crescimento das indústrias criativas e valorizarmos a cultura dessa região”, realçou a ministra.
A visita resulta, também, de um trabalho que o Ministério da Cultura tem desenvolvido a nível das 18 províncias, no sentido de constatar a situação do sector, registar as preocupações dos quadros, das autoridades tradicionais e religiosas, bem como da comunidade khoisan e outras minorias.
“Pretendemos visitar o património material existente no Cuando Cubango para o podermos enquadrar nas preocupações e perspectivas que o Ministério da Cultura tem pela frente”, disse a ministra  Carolina Cerqueira.
Outra intenção da visita é a preparação do “dossier” da candidatura do Memorial da Vitória da Batalha do Cuito Cuanavale para submeter à UNESCO para concorrer como Património da Humanidade.
O tratamento do “dossier”, de acordo com a ministra, vai ser diferente comparando com o de Mbanza Kongo. Por este facto, está prevista para os próximos tempos a deslocação de uma equipa de investigadores, historiadores e técnicos de outras áreas ao município do Cuito Cuanavale, para melhorar o enquadramento que se pretende fazer a nível da candidatura pela sua importância histórica.
Durante a permanência de três dias na província do Cuando Cubango, a ministra Carolina Cerqueira visitou as antigas cadeias do Missombo e a comunidade khoisan do Mbundo.

Tempo

Multimédia