Família Duia revisita clássicos

Roque Silva |
4 de Junho, 2016

Fotografia: Santos Pedro |

Clássicos da música nacional, da República Democrática do Congo e da América Latina, foram recordados pela banda Família Duia durante um concerto realizado na quinta-feira na Cidadela Desportiva, em Luanda.

Pirika (guitarra e voz), Mara (cavaquinho e voz), Jandaya (baixo e voz) e Bebé (bateria e congas), interpretaram temas que marcaram os anos 70, 80 e 90, que transmitem mensagens com um forte cariz revolucionário, de amor e respeito ao próximo.
“Belina”, de Artur Nunes, “Eu vou voltar”, de Teta Lando, “Morro da Maianga”, de Rui Mingas, “Velha Chica”, de Waldemar Bastos, “Coisas do Amor”, de André Mingas, são alguns dos clássicos da música angolana apresentados pelos filhos de Duia, “pai da guitarra angolana” e membro fundador de Os Gingas,um dos primeiros agrupamentos musicais de referência em Angola, falecido em 2012. Os músicos apresentaram ainda um repertório rico em temas de artistas africanos que influenciaram muitos cantores que hoje têm carreira sólidas.
A banda Duia levou ainda o público a uma “viagem” pela República Democrática do Congo, Cabo Verde, Mali, com as canções “Mario” e “Café”, de Francó, e “Maria Valência”, de Papa Wemba, “Yamore”, de Salif Keita, e“Besame Mucho”, de Cesária Évora.
“Candela”, “La Negra Tomasa” e “Chan Chan”, de Buena Vista Social Club, “Mi Tierra”, de Glória Stefan, e “Quizás, Quizás, Quizás”, de Nat King Cole, fecharam a actuação muito aplaudida pela plateia.
A Família Duia volta a actuar na Cidadela Desportiva na próxima quinta-feira, dia 9.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA