Feira internacional de artes no Dia da Cultura Nacional

Manuel de Sousa | Namibe
1 de Janeiro, 2016

Fotografia: Augusto Laurindo | Namibe

O 8 de Janeiro, Dia da Cultura Nacional, vai ser marcado na província do Namibe pela realização de uma exposição internacional de artefactos culturais de expositores nacionais, em representação de sete províncias, e representantes de oito países da América do Sul, Europa e Ásia.

Trata-se de expositores de Cuba, Portugal, China, São Tomé e Príncipe, Ucrânia, Vietname, Mauritânia e Líbia, além de angolanos, que no dia 8 de Janeiro vão apresentar ao público amante das artes da província do Namibe e não só, novas propostas culturais, de acordo com a directora provincial da Cultura, Euracema Major.
“Estamos a trabalhar afincadamente para que tudo corra como planificamos. Pretendemos, no dia 8 de Janeiro, oferecer aos visitantes um número maior de pavilhões de artes, propostas vindas de expositores internacionais e também facilitar a troca de experiência entre eles e assim os nacionais aproveitarem bem esta oportunidade para poderem melhorar os seus trabalhos”, defendeu.
Os contactos com os expositores internacionais e nacionais estão no bom caminho. No local da realização da feira, recinto das Festas do Mar, estão a ser montadas os pavilhões, barracas de comes e bebes e outras condições para a realização com êxito da iniciativa, bem como a efectivação do grande espectáculo musical denominado “Os Cancioneiros”, que vai contar com a participação de músicos e bandas locais e convidados.
O artesão Pedro Chivinda disse ser importante que iniciativas como essas não devem ser realizadas só em datas festivas, têm de ser constantes para que o trabalho feito pelos artistas seja mas valorizado e também haver uma maior aproximação entre os fazedores nacionais e internacionais de arte.
A apresentação oficial da banda musical infantil “Namibanda”, noites culturais, em vários recintos da cidade, animadas com trova, poesia, teatro, dança, lançamento de livros para crianças da escritora Cremilda Lima, a entrega de diplomas de mérito aos artistas e grupos que se destacaram nas diversas áreas em 2015 constam do programa de actividades do Dia da Cultura Nacional na província do Namibe, que tem como lema, “pela preservação do nosso património imaterial, defendamos o músico popular, fonte de inspiração da música angolana.”

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA