Feitos e vida do Poeta Maior


11 de Setembro, 2014

Fotografia: M. Machangongo

Os feitos do “Poeta Maior” começaram a ser recordados na passada terça-feira, com a abertura da quarta edição do FESTINETO, festival realizado em sua homenagem até ao dia 17, em Catete, pela fundação com o seu nome.

Um comunicado de imprensa da organização refere a realização várias actividades artísticas destinadas a divulgar a vida e a obra de Agostinho Neto.
Ontem, por ocasião de mais um aniversário do seu falecimento, responsáveis pelo FESTINETO depositaram uma coroa de flores no busto do “Herói Nacional”, à entrada de Catete, a que se seguiu seguido uma homenagem ao “Kilamba”, com o apoio das autoridades tradicionais.
Às 10h00 foi realizado também o seminário “Kilamba”, dividido em dois painéis, dirigidos por Rodeth Gil e Fátima Viegas.
A mesma hora realizou-se no anfiteatro do Centro Cultural Agostinho Neto, em Catete. Hoje realiza-se, em Catete, um festival de gastronomia internacional, com a participação da maioria das Embaixadas acreditadas em Angola.

Documentário

A vida e obra de Agostinho Neto são apresentadas no dia 17, em Icolo e Bengo documentário exibido no âmbito das festividades do Dia do Herói Nacional.
O filme, que foi a escolha do secretariado da JMPLA no município para saudar a data, mostrar um pouco mais do trajecto do poeta e nacionalista, a partir de um ponto de vista diferente.
O director de informação do Comité Municipal da JMPLA do Icolo e Bengo disse que a exibição do filme abre um vasto programa de actividades que permitem à juventude local ter novas perspectivas sobre o pensamento de António Agostinho Neto. Gerson Cambando afirmou que as actividades abrangem as comunas de Cabíri, Catete e Cassoneca, pois é preciso criar mais atractivos para aproximar os jovens dos símbolos e dos heróis nacionais. Apenas assim, referiu, salvaguardamos um legado às gerações vindouras. As comemorações incluem actividades desportivas e espectáculos.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA