Fenómenos sociais em mostra de arte


17 de Fevereiro, 2016

“Fragmentação 1.0”  é o título da primeira exposição do artista plástico Januário Jano, a ser inaugurada amanhã, em Luanda, na Galeria Banco Económico.

O pintor disse ao Jornal de Angola que vai apresentar pinturas sobre a natureza e motivos vários sobre a existência do homem.
A mostra, explicou, reflecte o seu quotidiano como uma vida sem retorno. “ Encaro o meu dia como uma existência ímpar. Por esta razão, faço questão de registar e identificar o momento actual”.
O artista pinta nos quadros aspectos de uma realidade abstracta, fictícia, múltipla e fragmentada. Com “Fragmentação 1.0”, o pintor faz a sua primeira  exposição individual no país, com cerca de 30 trabalhos inéditos de pintura, instalação, “site-specific” e vídeo arte.
“Actualmente os meus trabalhos concentram-se   em pintura, instalação, vídeo e fotografia com parâmetros que vão desde a arte tradicional à arte de suburbana, usando uma mistura de diferentes meios”, disse Januário Jano.
Januário Jano, também conhecido por Jano Mcbeeboo, nasceu em 1979, em Luanda. Desde muito cedo, desenvolveu o hábito de explorar várias maneiras e criar imagens, pintando murais na rua, com recortes de jornais e revistas para criar “scrapbooks”, um livro com recortes de fotografia.
Em 2015 Januário Jano concluiu uma pós-graduação, em Estudos de Design, na ex-Universidade Guilhall, actual London Metropolitan University.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA