Festa da dança em Benguela

Manuel Albano |
18 de Agosto, 2016

A escola da dança Alpha-Omega realiza no próximo dia 25, das 10h00 às 17h00, uma palestra sobre ballet, danças afro e contemporânea, no Cine Kalunga, na província de Benguela.

Em declarações, ontem, ao Jornal de Angola, Elizandra Bernardo, professora e uma das fundadoras do projecto, disse que a ideia é a cada ano levar o programa a uma província, de maneira a poder ilustrar e aumentar os conhecimentos dos praticantes dos mais variados estilos de danças.
Pretender mostrar as comunidades por meio de palestras sobre a importância de se congregar a teoria a prática é um dos objectivos da Escola de dança Alpha-Omega, garantiu a professora de dança.
Durante o seminário, disse Elizandra Bernardo, são transmitidos conhecimentos sobre figurinos, criatividade, exploração do espaço cénico, qualidade de execução e harmonia quanto às técnicas e a própria dinâmica e evolução da dança.
O aumento de conhecimento dos praticantes e fazedores de artes, em particular das danças, está assente no programa de acção da companhia de dança para os próximos anos.
“Muitos pensam que a dança é apenas mexer o corpo, mas não é bem assim. Para obtermos um produto final com qualidade precisamos melhorar a percepção sobre as técnicas e o seu próprio desenvolvimento”, adiantou Elizandra Bernardo. No dia 26, a Escola da Dança Alpha-Omega realiza às 18h00, o “Festival de Cacimbo”, também em Benguela, no Cine Kalunga, com o objectivo de divulgar mais a arte, através de uma exibição de dança por crianças da escola.
No espectáculo com a duração de duas horas aproximadamente são exibidos 14 temas, divididos em danças clássicas, afro, ballet e contemporâneo: “Vamos continuar apostas na juventude angolana, por reconhecer qualidade, criatividade e serem muitos espontâneas”.
A escola de dança Alpha-Omega conta desde Março, com novas instalações com capacidade para noventa alunos, nos cursos de ballet clássico e dança tradicional.
As novas instalações estão situadas no bairro São Paulo e agrega ainda refeitório, secretaria e zona de lazer, que permiti maior acomodação dos alunos e o crescimento da dança no país. O projecto foi fundado em 1998 e recebe alunos dos três aos 60 anos para a prenderem aulas de ballet, jazz, afro, contemporâneo, hip-hop e sapateado.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA