Festa do cinema de Sarajevo abre com recorde de estreias


20 de Agosto, 2014

Fotografia: Reuters

O Festival de Cinema de Sarajevo, que surgiu como acto de desafio durante a guerra da Bósnia de 1992 a 1995, quando a cidade estava sitiada, comemora esta semana o seu 20º aniversário, com um recorde de estreias.

Os filmes que estão a competir pelo prémio principal são nove, entre eles “Three Windows and a Hanging”, do Kosovo, sobre uma professora que relata o seu estupro durante o conflito. Outros concorrentes ao concurso, que tem um prémio de 21.397 dólares, são oriundos de Geórgia, Turquia, Croácia, Bósnia, Grécia, Áustria, Alemanha, Hungria e França.
O director do Festival, Mirsad Purivatr, disse que pretendem aumentar o número de concorrentes nas próximas edições. “Acho que o Festival está a entrar numa nova fase, na qual vamos criar um laço mais forte entre a região e o resto do mundo”, disse, adiantando que o Festival está a estabelecer contactos no Médio Oriente, México, Índia, Líbano e norte de África.
O Festival de Cinema de Sarajevo tornou-se o maior do género nos Balcãs e atrai cerca de 100 mil espectadores à capital bósnia em cada ano. A programação de 2014 conta com quase 250 produções de 60 países. O festival internacional vai conceder prémios honorários ao actor mexicano Gael García Bernal, à estilista e cineasta francesa Agnes B. e ao realizador bósnio Danis Tanovic, já premiado com um Óscar.
O realizador francês Michel Hazanavicius, conhecido por “O Artista”, e o cineasta húngaro Kornel Mundruczo vão exibir os seus filmes que concorreram no Festival de Cinema de Cannes, “The Search” e “White God”.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA