Cultura

Festa em ambiente de unidade nacional

João Upale | Moçâmedes Luísa Victoriano|Malanje João Salvo| Saurimo José Rufino | Luena Lourenço Bule| Menongue Domingos Calucipa e Albino Hitotonanye | Ondjiva

Foliões de Moçâmedes dançaram e vibraram na terça-feira na Marginal da cidade, ao som do batuque, trombetas e outros instrumentos, a festa de Carnaval com canções que retrataram o novo viver de um povo. Sem olhar aos ditames de serem outorgados com prémios peculiares, por culpa da actual situação económica e financeira do país, os grupos carnavalescos deram o seu máximo, prestigiando a edição 2018 do Carnaval no Namibe.

Grupo carnavalesco Ana Marimba foi o digno vencedor da presente edição do Entrudo na província de Malanje uma manifestação cultural realizada em todo o país
Fotografia: Eduardo Cunha | Edições Novembro

Na presente edição, o desfile da maior manifestação cultural do povo angolano no Namibe contou com a participação de 11 grupos, dos quais sete de adultos, e teve uma assistência de munícipes oriundos de vários municípios da província.

Os grupos carnavalescos que com cadência souberam apresentar-se melhor foram bastante  ovacionados pelos espectadores, entre os quais o governador provincial Carlos da Rocha Cruz.

O governador provincial do Namibe admitiu ser este o Carnaval possível devido às dificuldades financeiras e apontou a “ausência” da competição como base da fraca qualidade apresenta pelos foliões, comparativamente  às edições anteriores.

“Quando os grupos não se organizam para o despique, então baixa a qualidade. Se houvesse mesmo  competição a festa não decorria desta forma. Nós aqui realizamos um Carnaval possível, e mesmo assim gostamos da participação de todos os grupos,” disse Carlos da Rocha Cruz, que prometeu para a próxima edição melhorias consideráveis.

 

Ana Marimba de Malanje

O grupo carnavalesco Ana Marimba, do município da Marimba, foi o digno vencedor da presente edição na província de Malanje, ao totalizar 736 pontos, no desfile provincial do Entrudo realizado na terça-feira. 

Na segunda e terceira posições ficaram os  grupos carnavalescos União Mundo da Catepa e União Jovens da Vila Matilde, com 708 e 668 pontos respectivamente.

Na classe infantil, o grupo carnavalesco União 4 de Fevereiro, com 1.199 pontos foi o vencedor, seguido do 1.º de Dezembro, com  1.145 pontos  e União Filhos Mundo da Catepa, com 913  pontos.

António Luís Hebo, comandante do grupo Ana Marimba, mostrou-se satisfeito pela conquista do título no Carnaval de Malanje, tendo referido ser resultado de muito trabalho e empenho dos integrantes do grupo durante o desfile.

O comandante explicou que o grupo carnavalesco, fundado em 2010, vai continuar a trabalhar na inovação da indumentária, canção e dança para garantir melhor classificação nas próximas edições.

 A festa popular na província de Malanje  contou  com 20 grupos carnavalesco  das classes infantil e de adultos e decorreu sob o lema “Mais cultura e mais artes”.

Utxokwe mu Txota 

O grupo carnavalesco Utxo-kwe mu Txota, na classe de adultos, venceu terça-feira, pela segunda vez consecutiva, a edição 2018 do Carnaval provincial na Lunda Sul, no largo Primeiro de Maio, na cidade de Saurimo, que apresentou com criatividade e  classe os traços de identidade cultural da região Lunda-Txokwe, com uma coreografia compassada ao ritmo da dança tradicional Txianda.

Num desfile em que participaram dez grupos, o 13 de Janeiro de Muconda com 408 pontos ficou na segunda posição, enquanto o Estrelas de Saurimo com 385 pontos ocupou o terceiro lugar. No desfile infantil, o grupo Quenda do bairro Candembe levou o troféu do primeiro classificado para a sua galeria, grupo do Bairro Operário do município de Cacolo e Komokeno de Muconda.

A classe de adultos o vencedor recebeu como prémio o valor de  500.000 kwanzas, 450.000 kwanzas para o segundo e 400.000 kwanzas para o terceiro. O vencedor, na categoria de infantis, foi contemplado com 300.000 kwanzas, 250.000 kwanzas para o segundo e 200.000 kwanzas para o terceiro.

 Da tribuna, o governador Ernesto Kiteculo acompanhou descontraído o desempenho dos grupos, inicial-

mente testados com um pavimento aquecido pelo sol que constrangia a precisão dos movimentos, sobretudo na classe infantil.  Uma chuva intermitente que caiu de seguida “respondeu o clamor”, dos protagonistas inspirados para a festa, munidos de alegorias, provaram as sua performances com movimentos estonteantes, correspondidos com vibrantes aplausos e assobios da plateia.

DB.NC vence no Moxico

O grupo carnavalesco DB.NC foi o grande vencedor da 40.ª edição do Carnaval no Moxico, ao totalizar 796 pontos, seguido das Organizações Luvales com 697 pontos e Bafus produções com 670 pontos.

Para a avaliação dos grupos o júri teve em conta a canção, a indumentária, a coreografia e o número de participantes em cada conjunto.

O desfile competitivo  teve a participação de 13 grupos das classes infantis, cujo vencedor foi o grupo Bafus Produções com 645 pontos, enquanto a segunda e a terceira posição foram ocupadas pelos grupos carnavalescos os Brilhantes do Bairro Aço com 506 pontos e União 4 de Abril do Bairro Kapango com 467 pontos.

 Para a presente edição, o vencedor da classe de adultos recebeu como prémio o valor de  400.000 kwanzas, o segundo lugar 300.000 kwanzas e 200.000 kwanzas para o terceiro classificado.

Para classe infantil, o primeiro classificado recebeu o prémio de 250.000 kwanzas, o segundo classificado ficou com 150.000 kwanzas e 100.000 kwanzas para o terceiro classificado. Participaram na grande festa cultural  26 grupos carnavalescos, dentre adultos e infantis, dos diversos bairros da cidade do Luena. 

União Estrela da Paz 

O grupo carnavalesco União Estrelas da Paz, que interpretou um cântico que retrata a luta contra a corrupção e o lixo, venceu terça-feira, na cidade de Menongue, província do Cuando Cubango a 40.ª edição do Carnaval ao totalizar 350 pontos e arrebatou como prémio 300.000 kwanzas.

O União Estrelas da Paz, que se apresentou com o seu habitual traje tradicional, arrancou muitos aplausos da plateia, tendo merecido do júri a classificação máxima e elevou para 11 o número de títulos conquistados no Entrudo na província do Cuando Cubango.

No desfile da maior festa popular que decorreu no largo 23 de Março, na cidade de Menongue, sagrou-se no segundo lugar o grupo União 11 de Novembro com 338 pontos que recebeu como prémio 250.000 kwanzas. Ao passo que o terceiro lugar ficou com o grupo Tintim do Cuchi 319 pontos que levou para a casa 200.000 kwanzas e o quarto lugar coube ao Simpa Mbuge com 314 pontos que arrebatou como prémio 150.000 kwanzas.

Na classe infantil, classificou-se na primeira posição o grupo Txakulimuena com 300 pontos e recebeu 200.000 kwanzas, em segundo lugar ficou o grupo Sobreviventes do 14 de Abril com 285 pontos e levou como prémio 150.000 kwanzas, em terceiro ficou o Triunfo VIH/Sida com 276 pontos e arrebatou 100.000 kwanzas e o quarto lugar coube ao grupo Fogo Negro com 253 pontos e levou como prémio 80 mil kwanzas.

No desfile provincial da 40.ª edição do Carnaval que foi testemunhado pelo governador do Cuando Cubango, Pedro Mutindi, membros do Governo local, entidades tradicionais e eclesiásticas e convidados, foram ainda agraciados a melhor rainha da classe dos adultos e infantil e levaram como prémio dez mil kwanzas cada.

O desfile provincial contou com a participação de 23 grupos carnavalescos, sendo sete da classe de adultos e 16 infantis dos três municípios, da província do Cuando Cubango, nomeadamente dos municípios de Menongue, Cuito Cuanavale e do Cuchi.

Beta Ngó do Cuanhama 

Os grupos carnavalescos Beta Ngó da classe de adultos, com mil 143 pontos, e o Vermelho em infantis, com 171,5 pontos, ambos do município do Cuanhama, sagraram-se vencedores da edição 2018 de Carnaval da província do Cunene.

Ditaram a pontuação pelo júri, a forma da apresentação em palco, o tema, a coreografia, a canção e a indumentária, onde o Beta Ngó apresentou-se com o tema “Nosso satélite Angosat 1” e a dança cabecinha.

Os dois vencedores foram secundados pelos grupos Vermelho na classe de adultos, com 1.100 pontos, e os Candengues da Paz, em infantis, com 160,5 pontos, este último vindo do município de Ombandja.

Já em terceiro e último lugar na classificação ficou o grupo carnavalesco Ekevelo, na classe de adultos, também de Ombandja, com 814 pontos, enquanto na classe infantil ficou o grupo Beta Ngó, do município do Cuanhama, com 159 pontos.

 Desfilaram na Tribuna municipal do Cuanhama dez grupos, sendo quatro de adultos e seis infantis, o que foi considerado um êxito, já que esperava-se um número mais abaixo disso, a julgar pelas inúmeras dificuldades financeiras apresentadas pelas agremiações este ano. 


Tempo

Multimédia