Cultura

FestiNeto divulga a vida e a obra do Poeta Maior

Várias actividades culturais estão a ser realizadas desde ontem, em Catete e Luanda, inseridas na sétima edição do FestiNeto, por ocasião das comemorações do 95º aniversário do nascimento do Presidente António Agostinho Neto.

Feitos do Presidente Agostinho Neto são expostos em banda desenhada no Belas Shopping
Fotografia: Ilustração de Osvaldo Danilo

A actividade é organizada pela Fundação António Agostinho Neto (FAAN) e tem como objectivo divulgar a vida e obra do estadista, médico e humanista, poeta e homem de cultura, António Agostinho Neto, como referência as sucessivas gerações de jovens angolanos.
As actividades vão decorrer até ao fim do mês  e incluem  uma exposição biográfica apresentada no Belas Shopping, denominada “Vida de Agostinho Neto em Banda Desenhada”.
No dia 11 é lançado o livro “Exílios-Testemunho de exilados e desertores portugueses na Europa, 1961-1974”, às 16h00, no Memorial António Agostinho Neto.
Está igualmente agendada a apresentação do DVD “Cubanos falam de Agostinho Neto”, acompanhada de outorga de honra ao Poeta Maior, pela Associação dos Caimaneros.
No dia 13, o auditório da sede da empresa AAA  acolhe os lançamentos de duas obras: o terceiro volume de BD sobre a vida e obra de Neto intitulado “A vitória é Certa” e a apresentação do livro “A obra de Agostinho Neto como Educador Social em Angola”, de Rosa de Lima.
O Parque da Independência, em Lunada, acolhe de 15 a 17, a feira de literatura, cultura e artes, com exposições de vários artefactos.
Está igualmente prevista uma exposição internacional de gastronomia e cultura, em que vão participar duas dezenas de países, através das suas embaixadas acreditas em Angola, onde os representantes dos países convidados vão exibir o melhor da sua culinária em sessões de degustação, bem como, a apresentação de trajes típicos e outras manifestações artísticas dos respectivos países.
Estão marcados, também, para o dia 17, no período da tarde, as finais dos eventos desportivos, no campo multidisciplinar, no Centro Cultural Agostinho Neto, em Catete, enquanto a outorga do Prémio Literário “Sagrada Esperança” vai ser feita dia 29, no Memorial António Agostinho Neto, em Luanda. 

Recital de Poesia

O Auditório Pepetela do Camões - Centro Cultural Português, acolhe, a partir das 18h30, um recital de poesia denominado “Reviver Poesia de Neto”, com o poeta e declamador Universo Mavambo, em homenagem ao Poeta Maior, Agostinho Neto.
No recital, enquadrado na 7ª edição do FestiNeto 2017, o poeta Universo Mavambo declama poemas de Agostinho Neto como “Caminho do mato”, “Para enfeitar os teus cabelos”, “Noites no mato” e “Não me peças sorrisos”.O  poeta Kapa Afonso  declama “Um poema para mim” e  “Adeus à largada”, além de momentos musicais, protagonizados pelos alunos do Instituto Superior de Artes,  pelo artista Izau Fortunato, que interpreta “Aleluia” e “Renúncia Impossível”  e pelo artista Fernando Jessy, que interpreta “Maquieso” e “Mufete”.
A actividade conta com a colaboração da União dos  Estudantes do Ensino Superior e é apresentado, pelo Secretário-geral do Movimento Lev’Arte, Kiocamba Cassua, e por Djamila Fragoso. Universo Mavambo  é poeta  e fez parte da antologia “Raízes do Brazil e Angola”. Estreou-se como declamador num recital do Movimento Lev’Arte. Criou, juntamente com Santo Kimbalanbe, a rubrica Passarela poética, do programa Zimbando da TVZimbo. Foi mentor e coordenador do Atelier de Literatura da Universidade Católica de Angola. Realizou o  primeiro recital de Poesia e Música “Neto para o Mundo”, e “Desterro” em homenagem ao poeta Maior.
Kialunga Afonso, pseudónimo Kapa, o poeta, nasceu em 1983, na aldeia de Vila-Nova, no Uíge. Publicou, em 2010,  “Esperança – um romance contado em verso”.
Isau Fortunato formou-se em canto lírico na Escola Nacional de Formação Artística (INFA). É orientador de canto, do grupo Da Banda, e professor de canto na escola do MAPTSS, em Viana. Integra o grupo lírico “Bantu Voices”.
Fernando Jessy, intérprete e compositor, a sua carreira artística iniciou-se em 2013, actuando em diversos espaços de Luanda, e coordena o Núcleo do Movimento Lev’Arte, em Viana.

Tempo

Multimédia