Festineto divulga a vida e obra do herói


10 de Setembro, 2015

Fotografia: Domingos Cadência

A vida e obra do primeiro Presidente de Angola, António Agostinho Neto, é tema de debate no FESTINETO, festival inserido na Semana do Herói Nacional, que decorre a partir de hoje até 17 de Setembro em Catete, Ondjiva e Luanda.

O objectivo da Semana do Herói Nacional é divulgar a figura de Agostinho como estadista, médico, homem de cultura e líder da luta de libertação nacional que conduziu à proclamação da independência de Angola a 11 de Novembro de 1975.
De acordo como o programa de actividades, a quinta edição do FESTINETO, organizado pela Fundação Dr. António Agostinho Neto (FAAN), começa a 10 de Setembro, data do falecimentode Neto em Moscovo em 1979, com a deposição de uma coroa de flores no busto do herói nacional, à entrada da vila de Catete.
Está igualmente incluído no programa o “Ritual de Homenagem ao Kilamba”, com autoridades comunitáriasde Catete. Às 10h00 realiza-se a Conferência “O Longo Caminho para a Presidência – Uma Vida Sem Tréguas”, queconta com a presença do director executivo da Fundação Mwalimu Nyerere, que traz uma mensagem do presidente desta organização tanzaniana, Salim Ahmed Salim, antigo secretário-geral da Organização de Unidade Africana (OUA). São conferencistas Mário Pinto de Andrade, Amílcar Xavier e o general Miguel Júnior (“Michel”).
Neste mesmo dia, no anfiteatro da FAAN é anunciado o vencedor do Prémio Literário Sagrada Esperança, edição 2014, e feita a convocação da edição de 2015.
Para o primeiro dia de actividades está igualmente previsto o lançamento do livro “Agostinho Neto - O Cidadão, o Médico, o Poeta e a Profecia dos seus Versos no Processo da Luta de Libertação Nacional”, da autoria do escritor e deputado Francisco Cortez “Chicoadão”.
A inauguração da exposição fotográfica “Agostinho Neto e a sua Família” e o início de uma campanha de recolha de documentos sobre o “Fundador da Nação”, a decorrer até ao final do ano, constam do programa para amanhã.
O programa de actividades contempla ainda o já tradicional Festival Internacional Gastronómico, lançamento do primeiro volume de banda desenhada sobre a vida e obra de Neto intitulado “Agostinho Neto, de Cabeça Levantada”, palestras, espectáculos, sarau de poesia e trova, desporto e cinema.  Poeta e primeiro Presidente de Angola, António Agostinho Neto nasceu a 17 de Setembro de 1922, na aldeia de Kaxicane, região de Icolo e Bengo.
Agostinho Neto foi um esclarecido homem de cultura para quem as manifestações culturais tinham de ser, antes de mais, a expressão viva das aspirações dos oprimidos, armas para a denúncia de situações injustas, instrumento para a reconstrução da nova vida.
A eleição de Neto como Presidente da União dos Escritores Angolanos cuja proclamação assinou, traduz a justa admiração dos homens de letra do jovem país, pelo seu mais destacado membro, que tão magistralmente encarou a “Sagrada Esperança” de todo o povo.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA